Estudo da influência do polimorfismo rs8014194 do gene CLMN (Calmina) na farmacogenética de estatinas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A doença cardiovascular (DCV) é a principal causa de morte no mundo e é causada principalmente por aumento do perfil lipídico do indivíduo. A classe de hipolipemiantes mais utilizada no mundo é a das estatinas. Em um estudo de varredura genômica feito por Barber e cols., 2010, foi analisada a redução de lipídeos em resposta ao tratamento com estatinas, onde foi constatada a associação do polimorfismo rs8014194 do gene CLMN com alterações nos níveis de colesterol total. Devido à importância de investigações farmacogenéticas com relação à resposta dessa classe farmacológica, estudos como o proposto são extremamente relevantes para o conhecimento científico e, futuramente, para sua aplicação na individualização da farmacoterapia com base no conhecimento da variabilidade genética humana. Objetivos: O objetivo desse estudo foi verificar a influência do polimorfismo rs8014194 na resposta terapêutica de estatinas. Material e Métodos: 384 indivíduos dislipidêmicos descendentes de europeus, habitantes da cidade de Porto Alegre, pacientes do Centro de Diagnóstico Cardiológicoforam inseridos neste estudo de coorte. O DNA genômico dos indivíduos incluídos no estudo foi extraído a partir de amostras de sangue periférico ou raspado bucal. A genotipagem do polimorfismo foi realizada através da técnica de PCR em Tempo Real. A associação dos genótipos com a modificação percentual média de cada variável após o tratamento foi testada comparando-se a alteração média percentual entre os genótipos, após correção por covariáveis. O nível de significância foi estabelecido em 0,05. Resultados: Observou-se que na amostra total não houve diferença significativa entre os genótipos e a alteração dos níveis de colesterol total, HDL-C e LDL-C (p>0,05). Porém, sujeitos homozigotos AA tiveram uma redução significativamente maior no nível de triglicerídeos do que portadores dos outros genótipos (p=0,038). Quando a amostra foi extratificada por sexo, se observou uma diferença significativa entre os genótipos e a alteração dos níveis séricos de triglicerídeos somente nos indivíduos de sexo masculino (p=0,036) Conclusões: Há evidências de que o polimorfismo rs8014194 do gene CLMN está asociado com a modulação nos níveis de triglicerídeos de pacientes em tratamento com estatinas.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases, Doenças Cardiovasculares, Farmacogenética, Dislipidemias, [en] Hydroxymethylglutaryl-CoA Reductase Inhibitors, [en] Cardiovascular Diseases, [en] Pharmacogenetics, [en] Dyslipidemias
Citação