Avaliação do efeito da hemólise no teste de quantificação da galactomanana

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A dosagem de galactomanana (GM) sérica tem sido o pilar central para o diagnóstico presuntivo de aspergilose invasiva (AI), servindo como guia para a terapia antifúngica preemptiva. No entanto, pouco se sabe sobre as variáveis pré-analíticas que possam interferir em seus resultados. Objetivos: Avaliar o impacto das variáveis pré-analíticas temperatura e tempo de armazenamento de amostras clínicas nos resultados do teste comercial Platelia Aspergillus. Ainda, buscou-se verificar o efeito da hemólise e hiperbilirrubinemia sobre o teste. Material e Métodos: Foram obtidas amostras de soro (14 ml) de 42 voluntários adultos saudáveis. Sete tubos de coleta foram obtidos de cada indivíduo, para a realização das seguintes análises, visando documentar a presença de hemólise: GM, bilirrubina total (BT), lactato desidrogenase (LDH) e hemoglobina (Hb). As análises foram realizadas em diferentes momentos: imediatamente e após 48h, 72h e 96h de armazenamento, utilizando-se duas faixas de temperatura – refrigerado (Re) e temperatura ambiente (TA). A fim de determinar se as mesmas alterações ocorreriam em amostras sabidamente positivas, contaminou-se amostras de 21 voluntários sadios com 50 μl de uma mistura de controles positivos e cultura de cepa-padrão pura de A. fumigatus. Para avaliar o efeito de altas concentrações de BT e Hb em amostras negativas e positivas para GM, realizou-se duas curvas de concentração, utilizando padrões comerciais destes analitos. Resultados: Em nosso estudo não encontramos nenhuma influência do tempo de armazenamento (até 96h) e temperaturas (Re e TA) sobre os resultados VI GM. No entanto, a BT (coeficiente de correlação de Spearman 0,657; p = 0,020) e Hb (coeficiente de correlação de Spearman -0,886; p = <0,0001) influenciaram nas leituras GM em amostras sabidamente positivas para GM. Conclusões: Conclui-se que o teste Platelia GM não sofre grande influência de variáveis pré-analíticas, tais como condições de armazenamento, hemólise e icterícia. No entanto, excesso de Hb e BT nas amostras podem interferir nos resultados de GM positivas (altas concentrações de hemoglobina podem aumentar os índices de densidade óptica da galactomanana - GM-ODI - em até 28% e altas concentrações de bilirrubina podem reduzir os GM-ODI em até 48,9%). Estes resultados podem facilitar a logística e a implementação de procedimentos operacionais padrão em laboratórios clínicos.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Galactomanana, Aspergilose, Hemólise, Imunoensaio, [en] Aspergillosis, [en] Hemolysis, [en] Immunoassay
Citação