Validação da técnica de detecção de células decoy por microscopia óptica convencional

dc.contributor.advisorRotta, Liane Nanci
dc.contributor.advisor-coKeitel, Elizete
dc.contributor.authorPoloni, José Antonio Tesser
dc.date.accessioned2016-10-14T18:14:23Z
dc.date.accessioned2023-10-09T13:59:02Z
dc.date.available2016-10-14T18:14:23Z
dc.date.available2023-10-09T13:59:02Z
dc.date.date-insert2016-10-14
dc.date.issued2014
dc.descriptionDissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractO poliomavírus BK (BKV) é um agente patogênico que está fortemente associado à perda do enxerto em pacientes transplantados renais e é de grande prevalência na população. Os métodos diagnósticos utilizados para detecção do BKV ou mais especificamente das células decoy (células epiteliais tubulares renais modificadas pelo BKV) são trabalhosos, onerosos e muitas vezes requerem procedimentos invasivos, como por exemplo, a biópsia renal. A análise do sedimento urinário por contraste de fase já se mostrou eficiente para detecção destas células, porém, este recurso é muito pouco utilizado em laboratórios de análises clínicas. A análise do sedimento urinário por microscopia óptica convencional (campo claro) também pode ser utilizada para identificação destas células. O objetivo deste trabalho foi padronizar a técnica de detecção das células decoy utilizando microscopia de campo claro, a fim de introduzir este elemento na gama de achados reportados no exame comum de urina. Os resultados obtidos com este trabalho evidenciaram concordância entre os achados de células decoy por microscopia de campo claro e por coloração de Papanicolaou (P<0,001). Também houve concordância do achado de células decoy com a virúria (P<0,001) e a viremia por BKV (P<0,001). Sensibilidade e especificidade da microscopia de campo claro, quando comparado ao padrão-ouro (imunoistoquímica da biópsia renal) foi 80% e 52%, respectivamente. Conclui-se que é possível realizar a identificação segura e confiável das células decoy no sedimento urinário sem utilizar qualquer tipo de coloração e com recurso de microscopia de campo claro, que está amplamente disponível em todos os laboratórios de análises clínicas. Este achado permite que se forneça de maneira rápida, indolor e com baixo custo a informação de uma possível reativação do BKV.pt_BR
dc.description.abstract-enThe polyomavirus BK (BKV) is a pathogenic agent strongly associated with graft loss in renal transplant recipients and have high prevalence in the population. The diagnostic methods used for detection of BKV or more specifically the decoy cells (renal tubular epithelial cells modified by the BKV) are laborious, expensive and often require invasive procedures, such as kidney biopsy. The analysis of urine sediment by phase contrast has proved efficient for the detection of these cells, however, this feature is rarely used in clinical laboratories. The analysis of fresh and unstained urinary sediment by bright field microscopy can be used to identify these cells. The objective of this study was to standardize the detection of decoy cells using bright field microscopy in order to introduce this find on the elements that can be reported during routine urine sediment analysis. The results obtained in this study revealed agreement between the finding of decoy cells by bright field microscopy in the fresh urine sediment and by Papanicolaou staining (P<0.001) . There was also agreement between the finding of decoy cells with BKV viruria (P<0.001) and BKV viremia (P< 0.001). Bright field microscopy sensitivity and specificity, compared to gold standard (immunohistochemistry of the kidney biopsy) were 80% and 52%, respectively. Thus, we can conclude that it is possible to perform safe and reliable identification of decoy cells in urine sediment without using any kind of stain and using bright field microscopy, which is widely available in all clinical laboratories. This finding allows to provide quick, painless and inexpensive information of a possible reactivation of BKV.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/282
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectCélulas Decoypt_BR
dc.subjectPolyomavirus BKpt_BR
dc.subjectVírus BKpt_BR
dc.subjectSedimento Urináriopt_BR
dc.subjectMicroscopia de Campo Claropt_BR
dc.subject[en] BK Virusen
dc.subject[en] Microscopyen
dc.titleValidação da técnica de detecção de células decoy por microscopia óptica convencionalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[DISSERTAÇÃO] Poloni, José Antonio Tesser
Tamanho:
1.03 MB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: