Efeitos de diferentes doses de degarelix nos níveis séricos de testosterona e avaliação histomorfométrica do pênis de ratos Wistar

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
O hipogonadismo é uma síndrome altamente prevalente, relacionado com disfunção erétil (DE), baixo libido e alterações de massa corporal. O diagnóstico é baseado em sintomas clínicos e valores subnormais de testosterona (T). O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes doses de degarelix,um antagonista do receptor do GnRH (hormônio liberador de gonadotrofinas), na T sérica e relacionar os valores com a histomorfometria do pênis de ratos Wistar. Animais foram divididos em 6 grupos: controle (n = 9-10): animais intactos recebendo veículo (solução manitol 5%) ; Orquiec + veículo (n = 7-7): animais submetidos a orquiectomia bilateral e recebendo veículo; Degarrelix 200 (n = 8-10): animais intactos recebendo doses de degarelix 200 μg/Kg; Degarrelix 400 (n = 8-9): animais intactos recebendo doses de degarelix 400 μg/Kg; Degarrelix 600 (n = 6-9): animais intactos recebendo doses de degarelix 600 μg/Kg e Degarelix 800 (n = 8-10): animais intactos recebendo doses de degarelix 800 μg/Kg. A cada dez dias, durante 60 dias, os animais receberam soluções de degarelix ou veículo via subcutânea (sc). O conteúdo de musculatura lisa, colágeno e fibras elásticas do corpo carvernoso (CC) foram avaliados por morfometria microscópica específica. T sérica foi mensurada por quimioluminescência. Os resultados foram considerados estatisticamente significativos quando valores de P foram ≤ 0,05. Ao longo do estudo, a T sérica nos grupos Orquiec + veículo, Degarelix 600 e 800 foi semelhante, atingindo níveis similares aos castrados. O grupo Degarelix 400 atingiu níveis de T sérica similar aos castrados somente após a quarta administração (P <0,001). Após 60 dias de tratamento, nos mesmos grupos citados acima, os níveis de T atingiram os observados nos animais castrados (P <0,001). O peso corporal aumentou nos grupos Controle e Orquiec + veículo quando comparados os dias 0 e 60 (P = 0,001), porém comparando os grupos entre si no dia 60 houve menor peso corporal no grupo Orquiec + veículo quando comparado ao grupo controle (P = 0,001). O conteúdo de musculatura lisa trabecular foi menor no grupo Orquiec + veículo comparado aos grupos Controle e Degarelix 200 (P = 0,003). O conteúdo do espaço sinusoidal foi menor em todos os grupos comparados ao Controle (P<0,001). Estes resultados mostram que doses crescentes de degarelix são capazes de induzir queda nos níveis séricos de T compatíveis com hipogonadismo, em ratos. Diferentes doses de degarelix produziram níveis de T similares aos de animais normais e castrados, mas com todas as doses utilizadas houve alteração da estrutura do CC peniano de ratos.
Descrição
Dissertação(Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Hipogonadismo, Histomorfometria, Modelos Animais, Ratos Wistar, Níveis de T, [en] Hypogonadism, [en] Models, Animal, [en] Rats, Wistar
Citação