Os enigmáticos Staphylococcus Coagulase Negativos (SCoN): estudos de métodos de extração de DNA e tipos de SCCmec em SCoN e epidemiologia molecular e formação de biofilme de Staphylococcus epidermidis

dc.contributor.advisord'Azevedo, Pedro Alves
dc.contributor.advisor-coRieger, Alexandre
dc.contributor.authorOliveira, Caio Fernando de
dc.date.accessioned2016-10-14T19:37:37Z
dc.date.accessioned2023-10-09T16:32:40Z
dc.date.available2016-10-14T19:37:37Z
dc.date.available2023-10-09T16:32:40Z
dc.date.date-insert2016-10-14
dc.date.issued2014
dc.descriptionTese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractOs Staphylococcus coagulase negativos (SCoN) são um grupo de patógenos oportunistas que vêm crescendo em importância como agentes de infecções hospitalares relacionadas a dispositivos médicos invasivos. Além de causarem infecções de difícil tratamento, pois frequentemente são microrganismos multirresistentes e formadores de biofilme, este grupo de microrganismos também pode servir como reservatório de elementos genéticos móveis e genes de resistência para outras espécies. Neste estudo retrospectivo, foram analisados 137 isolados clínicos de SCoN provenientes do Complexo Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Primeiramente, foi comparado (com relação à quantidade e qualidade do material obtido) o rendimento de 4 métodos de extração de DNA utilizando-se espectrofotometria e PCR simples. Posteriormente, foi pesquisada a presença dos principais tipos de SCCmec utilizando-se um PCR multiplex. Em uma segunda etapa, a clonalidade dos isolados de S. epidermidis foi investigada por eletroforese em gel de campo pulsado (PFGE) e tipagem por sequenciamento de múltiplos lócus (MLST). Os resultados obtidos foram cruzados com formação de biofilme, presença do gene icaD e multirresistência. Embora com rendimentos diferentes, os 4 métodos de extração de DNA forneceram material apropriado para amplificação em PCR simples. O método baseado em coluna de separação apresentou os melhores resultados para os SCoN. Os tipos de SCCmec mais prevalentes foram os tipos II, III e V. Muitos isolados demonstraram possuir mais de um tipo de SCCmec, apesar disso, foi encontrada maior associação com multirresistência nos isolados que possuíam apenas um tipo de SCCmec. Os métodos de tipagem molecular revelaram uma grande diversidade genética da população de S. epidermidis. Apesar disso, também foi possível reconhecer alguns grupos clonais com características em comum. Os resultados obtidos neste estudo confirmam as principais características de virulência e a grande diversidade e mobilidade genética dos SCoN, justificando continuidade de monitoramento, assim como novos estudos envolvendo este grupo de microrganismos.pt_BR
dc.description.abstract-enCoagulase negative Staphylococci (CoNS) are a group of opportunistic pathogens which are increasing as agents of nosocomial infections related to indwelling medical devices. These infections are usually hard to treat since these microorganisms are frequently multidrug resistant (MDR) and biofilm formers. Besides that, they may also act as reservoir of mobile genetic elements and resistance genes to other species. In this retrospective study were analyzed 137 clinical specimens of CoNS isolated from “Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre” medical center. First, yielding of 4 DNA extraction methods were compared (regarding DNA amount and quality) using spectrophotometry and PCR. Later, main SCCmec types were searched by multipelx PCR. Afterwards, clonal relationship of S. epidermidis isolates were surveyed by pulsed field gel electrophoresis (PFGE) and multilocus sequence typing (MLST). Results obtained were crossed with data from biofilm formation, presence of gene icaD, and MDR. Although with different yielding, 4 DNA extraction methods provided appropriated material for amplification in simplex PCR. The method based on separation column presented best results for CoNS. SCCmec types most frequently amplified were types II, III and V. Several strains showed harbour more than one SCCmec type, nevertheless, higher association with MDR were found in strains holding just one SCCmec type. Molecular typing methods showed great genetic diversity among S. epidermidis population. Despite this, it was also possible recognize clusters with common characteristics. Results obtained in this study confirm SCoN main virulence characteristics as well as their great diversity and genetic mobility, justifying constant monitoring as well as new studies with this special group of microorganisms.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/297
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectStaphylococcus Coagulase Negativospt_BR
dc.subjectExtração de DNApt_BR
dc.subjectTipos de SCCmecpt_BR
dc.subjectBiofilmespt_BR
dc.subjectTipagem Molecularpt_BR
dc.subject[en] Staphylococcusen
dc.subject[en] Biofilmsen
dc.subject[en] Molecular Typingen
dc.titleOs enigmáticos Staphylococcus Coagulase Negativos (SCoN): estudos de métodos de extração de DNA e tipos de SCCmec em SCoN e epidemiologia molecular e formação de biofilme de Staphylococcus epidermidispt_BR
dc.typeTesept_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[TESE] Oliveira, Caio Fernando de
Tamanho:
1.12 MB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição:
Coleções