Efeitos do tratamento com frutose-1,6-bisfosfato sobre o perfil celular de fibroblastos de pacientes com fibrose pulmonar idiopática

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2020
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Wagner Wessfll
Resumo
Introdução: A fibrose pulmonar idiopática (FPI) é uma doença crônica, progressiva e fibrosante do tecido intersticial pulmonar. A população idosa é principal acometida por esta doença, com um prognóstico de sobrevida média de 3 a 5 anos após o diagnóstico. Os medicamentos disponíveis atuam reduzindo a progressão da doença, porém os pacientes vão a óbito devido à perda da função pulmonar e a insuficiência respiratória. Atualmente, nenhum tratamento disponível é eficaz para reverter às alterações funcionais causadas pela FPI e o transplante pulmonar acaba sendo o tratamento definitivo, sendo necessários estudos com novas moléculas com potencial terapêutico. A frutose 1,6-bisfosfato (FBP) é um intermediário glicolítico de alto potencial energético que demonstrou ter efeitos terapêuticos em várias patologias. Objetivo: O estudo teve como objetivo avaliar o efeito da FBP em fibroblastos pulmonares de pacientes com e sem o diagnóstico de FPI.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Fibrose Pulmonar Idiopática, Fibroblastos Pulmonares, Frutose-Bifosfato Aldolase, [en] Idiopathic Pulmonary Fibrosis, [en] Fructose-Bisphosphate Aldolase
Citação