Avaliação da síndrome metabólica em pacientes obesos mórbidos submetidos à cirurgia bariátrica laparoscópica: comparação dos resultados entre bypass gástrico em Y de Roux e gastrectomia vertical

dc.contributor.advisorSchmid, Helena
dc.contributor.authorMenguer, Rodrigo Koprovski
dc.date.accessioned2016-10-17T13:32:59Z
dc.date.accessioned2023-10-09T13:59:05Z
dc.date.available2016-10-17T13:32:59Z
dc.date.available2023-10-09T13:59:05Z
dc.date.date-insert2016-10-17
dc.date.issued2015
dc.descriptionDissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractINTRODUCAO: A obesidade mórbida é um estado de resistência à insulina associado ao excesso de gordura visceral, condição que se associa com fatores de risco que agregados predispõem a doença cardiovascular e caracterizam a Síndrome Metabólica. Os tratamentos conservadores para Síndrome Metabólica promovem melhora de alguns parâmetros, mas a perda ponderal não costuma ser sustentada. Opções cirúrgicas para tratar a obesidade, como o Bypass Gástrico em Y de Roux (BGYR) e a Gastrectomia Vertical (GV) além de resultarem em perda ponderal mais significativa e sustentada, poderiam reverter a Síndrome Metabólica (SM). OBJETIVO: Avaliar e comparar o efeito da perda ponderal obtida com Bypass Gástrico em Y de Roux e a Gastrectomia Vertical sobre os parâmetros da Síndrome Metabólica de pacientes obesos mórbidos, 12 meses após a cirurgia. MÉTODOS: Foi conduzido um estudo de coorte histórica através da análise de prontuários de pacientes com diagnóstico de Síndrome Metabólica submetidos aos dois procedimentos cirúrgicos em um centro de referência de Porto Alegre (CTO - ISCMPA) no período de 2010 a 2013. RESULTADOS: Foram incluídos 102 pacientes com diagnóstico de Síndrome Metabólica, 63 submetidos à Bypass Gástrico em Y de Roux e 39 a Gastrectomia Vertical. Após um intervalo de seguimento de 1 ano, observou-se uma Perda de Excesso de Peso de 77,2 ± 22,5% no grupo BGYR e de 63,4 ± 20,1% no grupo GV (p= 0,033); e uma taxa de resolução da SM de 87,3% e 84,6%, respectivamente (p=0,971). A porcentagem de pacientes diabéticos do tipo 2 (DM2) foi 3,3% no grupo BGYR e de 15,4 na GV (p=0,025). Os valores de glicemia de jejum, após o tempo de acompanhamento, seguiram a mesma tendência com valores médios de 87,6 ± 16,9 mg/dl no grupo da derivação intestinal e 97,7 ± 35,5 mg/dl no grupo submetido à GV (p=0,023). Não houve diferença entre os grupos em relação a complicações cirúrgicas e clínicas nos primeiros 30 dias de pós-operatório. CONCLUSÃO: Ambas as técnicas cirúrgicas foram eficazes e seguras na resolução da SM em 12 meses, contudo, observou-se uma vantagem significativa do BGYR na perda do excesso ponderal e na melhora do controle glicêmico.pt_BR
dc.description.abstract-enBACKGROUND: Morbid obesity is a state of insulin resistance combined with excess of visceral fat, which contribute for metabolic syndrome (MetS) development. Non-surgical treatment of obesity improves metabolic syndrome but weight regain is common. Surgical options like Roux-en-Y Gastric Bypass (RYGB) and Sleeve Gastrectomy (SG) results in a significant and sustained weight loss besides improvement of MetS. The aim of this study is to evaluate the impact on weight loss and improvement of MetS parameters among morbidly obese patients undergoing RYGB and SG in a period of 12 months. METHODS: A historical cohort was conducted through the analysis of medical records of patients diagnosed with MetS undergoing Roux-en-Y Gastric Bypass and Sleeve Gastrectomy in a reference center in Porto Alegre – Brazil (CTO ISCMPA) between 2010 and 2013. RESULTS: This study included 102 patients diagnosed with Metabolic Syndrome, 63 undergoing RYGB and 39 SG. After a one-year follow-up, it was observed an excess weight loss (EWL) of 77,2 ± 22,5% in the RYGB group and 63,4 ± 20,1% (p=0,033) in the SG group; and a rate of metabolic syndrome remission of 87,3% and 84,6%, respectively (p=0,971). The percentage of patients with type 2 diabetes (DM-II) was 3.3% for RYGB and 15,4% for GV (p=0,025). Fasting blood glucose levels followed the same trend with mean values reaching 87,6 ± 16,9 mg/dl in the intestinal bypass group and 97,7 ± 35,5 mg/dl in the group undergoing SG (p=0,023). There was no difference between groups in relation to clinical and surgical complications until the thirtieth postoperative day. CONCLUSIONS: Among the patients studied, both surgical techniques were safe and effective for MetS resolution in 12 months. However, RYGB had a significant advantage in EWL and improvement of insulin resistance.en
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/304
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectSíndrome X Metabólicapt_BR
dc.subjectObesidadept_BR
dc.subjectCirurgia Bariátricapt_BR
dc.subjectBypass Gástrico em Y de Rouxpt_BR
dc.subjectDerivação Gástricapt_BR
dc.subjectGastrectomia Vertical
dc.subject[en] Metabolic Syndromeen
dc.subject[en] Obesityen
dc.subject[en] Bariatric Surgeryen
dc.subject[en] Gastrectomyen
dc.subject[en] Gastric Bypassen
dc.titleAvaliação da síndrome metabólica em pacientes obesos mórbidos submetidos à cirurgia bariátrica laparoscópica: comparação dos resultados entre bypass gástrico em Y de Roux e gastrectomia verticalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[DISSERTAÇÃO] Menguer, Rodrigo Koprovski
Tamanho:
937.84 KB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: