Avaliação do uso de medicamentos e drogas de abuso em gestações de mães de crianças portadoras de cardiopatia congênita

dc.contributor.advisorZen, Paulo Ricardo Gazzola
dc.contributor.advisor-coRosa, Rafael Fabiano Machado
dc.contributor.authorSilva, Juliane Nascimento da
dc.date.accessioned2016-10-19T19:16:59Z
dc.date.accessioned2023-10-09T18:55:50Z
dc.date.available2016-10-19T19:16:59Z
dc.date.available2023-10-09T18:55:50Z
dc.date.date-insert2016-10-19
dc.date.issued2014
dc.descriptionDissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: A cardiopatia congênita (CC) constitui a principal causa de óbito no primeiro ano de vida e representa um verdadeiro problema de saúde pública, tanto no Brasil como no mundo. Objetivo: Avaliar o uso de medicamentos e drogas de abuso durante a gestação de mães de pacientes com CC, tentando identificar casos que poderiam ser potencialmente prevenidos. Métodos: A amostra constituiu-se de pacientes com CC avaliados de forma consecutiva em sua primeira hospitalização em uma unidade de tratamento intensivo cardíaca de um hospital pediátrico de referência do Sul do Brasil, entre 2005-2006. A avaliação foi realizada através da aplicação de um protocolo clínico, exame de cariótipo de alta resolução e de técnica de hibridização in situ fluorescente (FISH) para microdeleção 22q11. Os medicamentos foram divididos de acordo com a classificação de risco do Food and Drug Administration (FDA). Resultados: A amostra foi composta por 198 pacientes, 166 deles (83,8%) com exame de cariótipo e FISH normais. Destes, 133 (80,1%) possuíam CC não associada a síndromes e 43 (32,3%) haviam sido expostos a medicamentos no primeiro trimestre de gestação. Destes, 5 pacientes (11,6%) foram expostos a medicamentos da categoria D e 2 (4,7%), da categoria X. Quanto às drogas de abuso, 29 pacientes (21,8%) foram expostos ao fumo durante o primeiro trimestre de gestação, 11 (8,3%) ao álcool e 3 (2,3%) a drogas ilícitas [maconha (n= 1) e cocaína (n= 2)]. Conclusões: Se considerássemos, em nossa amostra, o uso de todas as substâncias com potencial teratogênico para o coração, verificaríamos que 36 casos (18,2%) poderiam ter sido potencialmente prevenidos caso esta exposição não tivesse ocorrido. Assim, acreditamos que programas de educação seriam importantes para conscientizar a respeito dos riscos associados ao uso de certos medicamentos e drogas de abuso, tal como o álcool, o que auxiliaria na prevenção das CC.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/370
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectCardiopatias Congênitaspt_BR
dc.subjectTranstornos Relacionados ao Uso de Substânciaspt_BR
dc.subjectUso Indevido de Medicamentos sob Prescriçãopt_BR
dc.subject[en] Heart Defects, Congenitalen
dc.subject[en] Substance-Related Disordersen
dc.subject[en] Prescription Drug Misuseen
dc.titleAvaliação do uso de medicamentos e drogas de abuso em gestações de mães de crianças portadoras de cardiopatia congênitapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[DISSERTAÇÃO] Silva, Juliane Nascimento da
Tamanho:
2.63 MB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: