Fatores associados às neoplasias cutâneas em pacientes transplantados renais em um hospital terciário

dc.contributor.advisorBonamigo, Renan Rangel
dc.contributor.advisor-coDuquia, Rodrigo Pereira
dc.contributor.authorNobre, Leandra Ferreira Marques
dc.date.accessioned2016-10-24T15:04:19Z
dc.date.accessioned2023-10-09T18:55:31Z
dc.date.available2016-10-24T15:04:19Z
dc.date.available2023-10-09T18:55:31Z
dc.date.date-insert2016-10-24
dc.date.issued2015
dc.descriptionDissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: Poucos estudos avaliaram marcadores de risco para neoplasias cutâneas em pacientes receptores de transplante renal. Nos receptores de transplante renal, a imunossupressão prolongada é fator de risco adicional a este tipo de neoplasia. Este estudo verificou estas possíveis relações. Objetivos: Avaliar a prevalência das neoplasias cutâneas em pacientes receptores de transplante renal e a associação com fatores como faixa etária, sexo, tempo desde o transplante, marcadores de exposição solar, fototipo e imunossupressão. Material e Métodos: Estudo transversal conduzido de abril de 2013 a novembro de 2014. Avaliados pacientes do Ambulatório de Transplantes da Nefrologia do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Realizada aplicação de questionário e exame do tegumento cutâneo-mucoso. Foram utilizados para análise teste de tendência linear e teste exato de Fisher. Houve significância estatística quando p < 0,05. Resultados: De 790 pacientes incluídos, 81 apresentavam neoplasia cutânea (10,8%). Carcinoma epidermoide foi o mais observado (46%). Sessenta e nove apresentavam lesões em áreas fotoexpostas (85%). Detalhando, 25,23% com elastose da nuca ou cutis romboidalis, 19% com elastose solar em outras regiões, 15,4% com poiquilodermia, 17,1% com melanose solar na face e 17,9% com melanose solar no dorso das mãos. Todos estes marcadores foram associados à neoplasia cutânea na amostra, com p< 0,0001. Verificou-se baixo número de pacientes usuários de sirolimo, imunossupressor protetor para lesões neoplásicas cutâneas. Conclusões: A forte relação vista entre a presença de câncer de pele e os marcadores de fotodano pode facilitar a ação preventiva e servir como definidor de risco. Por isso, informações sobre fatores de risco devem ser fornecidas aos pacientes.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/392
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectNeoplasias Cutâneaspt_BR
dc.subjectTransplante de Rimpt_BR
dc.subject[en] Skin Neoplasmsen
dc.subject[en] Kidney Transplantationen
dc.titleFatores associados às neoplasias cutâneas em pacientes transplantados renais em um hospital terciáriopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[DISSERTAÇÃO] Nobre, Leandra Ferreira Marques
Tamanho:
1.72 MB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: