Estilos de aprendizagem e construção do conhecimento em EaD: contribuições ao debate

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Esta pesquisa busca contribuir com a discussão sobre o impacto de se conhecer os Estilos da Aprendizagem (EAs) na construção do conhecimento dos alunos de Educação a Distância (EaD). A EaD tem sido amplamente utilizada para a formação de profissionais da área da Saúde; assim, justifica-se a necessidade de qualificar as relações de ensino-aprendizagem nesse contexto. Buscou-se sustentação num quadro teórico sobre aprendizagem, resgatando suas principais concepções. Contextualizou-se a aprendizagem no Ensino Superior, a EaD e o Ensino na Saúde. Por fim, exploramos algumas definições e métodos de investigação dos EAs e sua contribuição na aprendizagem dos alunos na EaD. A amostra contou com a participação de alunos médicos brasileiros e estrangeiros matriculados no Curso de Especialização em Saúde da Família, da UNA-SUS/UFCSPA, na modalidade EaD. Buscou-se identificar os EAs dos alunos a partir da aplicação do Inventário de Estilos de Aprendizagem, respondido por 52 estudantes. Para verificar a associação entre EAs e desempenho acadêmico de alunos em EaD, foi realizado o levantamento do desempenho dos alunos no curso. Para verificar se há relação entre o EA e parte do percurso formativo realizado nos fóruns, foi verificado o acesso a esses fóruns na plataforma Moodle. Por fim, para verificar a preferência por estratégias didáticopedagógicas a partir da autodeclaração dos estudantes, foi aplicado um questionário sobre recursos e estratégias de aprendizagem. Identificou-se associações pontuais, como a atualização do fórum, tempo de estudo e a nota em uma das etapas do curso. Ainda, através de relatos, os alunos declaradamente demonstraram preferências relacionadas aos recursos e estratégias de aprendizagem utilizados no Moodle. Conclui-se que a contribuição dos EAs é pertinente quando inserida num contexto amplo, visto que estabelecer EAs implica na investigação de variáveis de difícil mensuração, pelo seu caráter estritamente subjetivo, de difícil generalização. A tecnologia já é uma realidade para o profissional da área da Saúde, e fornecer subsídios para que a sua formação em AVAs seja de fato significativa demanda esforços de todos os agentes, mas principalmente do estudante, que requer autoconhecimento para se manter motivado e engajado no processo de ensino aprendizagem.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Ensino em Saúde, Estilos de Aprendizagem, Educação a Distância, [en] Teaching, [en] Learning, [en] Education, Distance
Citação