Avaliação do tratamento do hipotireoidismo por deficiência de TSH versus doença primária da tireoide em relação à dose de reposição de levotiroxina

dc.contributor.advisorOliveira, Miriam da Costa
dc.contributor.advisor-coLeães, Carolina Garcia Soares
dc.contributor.authorZeni, Débora
dc.date.accessioned2016-10-24T15:08:18Z
dc.date.accessioned2023-10-09T18:55:24Z
dc.date.available2016-10-24T15:08:18Z
dc.date.available2023-10-09T18:55:24Z
dc.date.date-insert2016-10-24
dc.date.issued2015
dc.descriptionDissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O tratamento padrão para o hipotireoidismo, seja ele primário (HP) ou central (HC), consiste na administração de levotiroxina (LT4). No entanto, o diagnóstico e a monitorização do tratamento diferem conforme a origem da deficiência hormonal. Enquanto no HP os níveis de hormônio tireoestimulante (TSH) são um ótimo indicador para o diagnóstico e a otimização da terapêutica, no HC o TSH tem pouco auxílio e a avaliação de sintomas e níveis de tixoxina (T4) livre tem sido utilizados como ferramentas diagnósticas e de monitorização, mas ambos apresentam limitações. Objetivos: avaliar a dose diária necessária de LT4 para manter o eutireoidismo em pacientes com HC e verificar se a mesma difere dos casos de HP. Materiais e Métodos: pacientes com HC foram pareados com pacientes com HP em relação à idade, sexo, peso e índice de massa corporal (IMC), com dose de LT4 estável por pelo menos três meses e os níveis de TSH, nos casos de HP, e de T4 livre, nos de HC, em faixas normais. Resultados: a dose diária absoluta de LT4 diferiu significativamente entre os dois grupos, sendo 103 ± 27,1 mcg no grupo HC e 89,3 ± 32 mcg no HP (p=0,017). A dose de LT4 ajustada ao peso, no entanto, foi semelhante, com média de 1,34 ± 0,39 mcg/kg no grupo HC e de 1,22 ± 0,44 mcg/kg no HP (p=0,12). Pacientes com Síndrome de Sheehan tiveram dose diária absoluta de LT4 menor que os demais subgrupos classificados de acordo com a etiologia (p=0,001), e pacientes submetidos à radioterapia necessitaram de doses maiores (p=0,008). Nos casos de hipopituitarismo, não houve diferença na dose diária de LT4 de acordo com o número de eixos hipofisários deficitários ou quando avaliados eixos hormonais específicos. Conclusão: Os resultados observados reforçam a relevância da individualização cuidadosa no manejo do HC.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufcspa.edu.br/handle/123456789/393
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.requiresAdobe Readerpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto Imediato*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/*
dc.subjectHipotireoidismopt_BR
dc.subjectLevotiroxinapt_BR
dc.subjectReceptores da Tireotropinapt_BR
dc.subject[en] Hypothyroidismen
dc.subject[en] Thyroxineen
dc.subject[en] Receptors, Thyrotropinen
dc.titleAvaliação do tratamento do hipotireoidismo por deficiência de TSH versus doença primária da tireoide em relação à dose de reposição de levotiroxinapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
[DISSERTAÇÃO] Zeni, Débora
Tamanho:
653.11 KB
Formato:
Unknown data format
Descrição:
Texto completo
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: