Investigação de possíveis alterações auditivas em pacientes com talassemia: uma revisão integrativa da literatura.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-11-30
Autores
Collatto, Vitória de Moraes Staub
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A Talassemia é uma hemoglobinopatia genética que afeta cerca de 3% da população mundial. Por se tornarem dependentes de transfusões de sangue regulares durante a vida toda, esses pacientes possuem uma sobrecarga crônica de ferro, o que causa notável morbidade e mortalidade nesses pacientes. Sendo assim, há o uso de quelantes orais para controle da sobrecarga de ferro. Objetivo: investigar, na literatura, a incidência de problemas auditivos causados devido a doença genética, Talassemia e ao uso de medicamentos quelantes. Estratégia de pesquisa: Esta revisão foi direcionada pela pergunta norteadora: “Quais as possíveis alterações auditivas em pacientes com talassemia?”. A busca de seus estudos ocorreu nas plataformas PubMed, SciELO, Google Acadêmico e Science Research. Critérios de seleção: Foram incluídos artigos científicos que se encontravam no banco de dados, que apresentavam pacientes com perda auditiva significativa após diagnóstico de Talassemia, podendo estar vinculado, ou não, ao tratamento e publicados nos idiomas inglês, espanhol ou português de maneira gratuita. Delimitou-se como critério de tempo os últimos dez anos, utilizando artigos publicados entre 2013 e 2023. Foram excluídos estudos repetidos ou duplicados nas bases de dados, artigos de revisão e aqueles que não possuíam disponibilidade de acesso gratuito. Resultado: : Identificados 8.719 artigos nas bases de dados e após a aplicação dos critérios de seleção retirou-se os títulos e resumos inadequados, restando 15 artigos para leitura completa, onde oito foram incluídos. Os estudos apontaram a ototoxicidade causada pelos dois principais medicamentos utilizados para a quelação do ferro no tratamento da talassemia, como uma das causas de perda auditiva. Principalmente perda auditiva sensório-neural, mas também perda auditiva condutiva. Três artigos mencionaram o zumbido como uma característica presente em uma grande porcentagem dos pacientes do estudo. Conclusão: Os indivíduos portadores da doença genética Talassemia apresentam PA (perda auditiva) neurossensorial, sem definição se a PA está ligada ao tratamento de quelação de ferro, porém ocorrendo em uma grande quantidade de pacientes, principalmente relatada após o uso dos medicamentos: Deferasirox, Deferiprona e Desferroxamina, sendo o último, o medicamento mais usado. Outros sintomas otológicos também podem ser observados, como zumbido.
Descrição
Trabalho de conclusão de curso (Graduação) - Fonoaudiologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Palavras-chave
Talassemia, Perda Auditiva, Ototoxicidade, [en] Thalassemia, [en] Hearing Loss, [en] Ototoxicity
Citação