Efeitos de um programa de estabilização segmentar vertebral, sobre o ajuste postural antecipatório, em mulheres com dor lombar crônica não específica - ensaio clínico randomizado controlado

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A dor lombar crônica (DLC) é uma das maiores causas de incapacidade em nível mundial. Pessoas com dor lombar (DL) apresentam redução do controle motor (CM) da musculatura profunda e consequente atrasos nos ajustes postural antecipatório (APA) frente à uma perturbação postural. Neste contexto, exercícios de estabilização segmentar (ES) estão inseridos na abordagem destes indivíduos, embora os resultados da literatura sejam controversos em relação aos efeitos dessa abordagem em relação ao APA. Objetivo: verificar os efeitos de um programa de Estabilização Segmentar Vertebral sobre o APA dos músculos múltifidios (ML), por meio de eletromiografia de superfície (EMG), verificando a relação desta intervenção com a incapacidade, comportamento de medo-evitação, tendência a cronificação dos sintomas e a dor, em mulheres com DLC. Metodologia: 42 pacientes, com idade entre 18 a 65 anos, foram randomizadas em dois grupos distintos: grupo estabilização segmentar (GES) e grupo controle (GC). As participante realizaram oito semanas de intervenção, em dez sessões contendo exercícios de estabilização segmentar (GES) e exercícios domiciliares (GC). A análise do APA nos músculos ML foi realizada por meio de EMG durante movimento rápida de flexão/extensão do ombro. Os demais desfechos foram avaliados por meio dos questionários: Índice de Incapacidade de Oswestry (IIO), Questionário Fear-avoidance beliefs (FABQ – versão brasileira), STarT Back Screenning Toool (SBST) e a escala numérica de dor (END). A análise entre grupos foi realizada por meio do teste de U de Mann-Whitney. Resultados: Não foram observadas diferenças entre os grupos após oito semanas de intervenção. Foi encontrado efeito similar das intervenções na redução da incapacidade, comportamento de medo e evitação, tendência à cronificação e dor (p > 0,05). Conclusão: Os resultados deste estudo não evidenciaram superioridade dos exercícios de estabilização segmentar no APA, redução da incapacidade, comportamento de medo e evitação, tendência à cronificação e dor em mulheres com DLC.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Reabilitação, Fisioterapia, Dor Lombar, Eletromiografia, [en] Rehabilitation, [en] Physical Therapy Specialty, [en] Low Back Pain, [en] Electromyography
Citação