Avaliação dos efeitos intergeracionais do exercício físico e da suplementação com Resveratrol durante a gestação sobre a toxicidade da doxorubicina em cardiomiócitos de ratos neonatos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
O antineoplásico Doxorubicina (DOX) possui uso limitado devido à cardiotoxicidade dose-dependente, principalmente relacionada ao estresse oxidativo gerado. Em modelos experimentais, o exercício ou a suplementação com resveratrol durante o tratamento com a DOX tem demonstrado efeitos cardioprotetores importantes. Além disso, tem sido demonstrado que o exercício e compostos bioativos derivados da dieta são capazes de modular parâmetros epigenéticos. O objetivo desse trabalho foi investigar os efeitos intergeracionais do exercício e da suplementação com resveratrol sobre a toxicidade da DOX nos cardiomiócitos da ninhada. Além disso, uma possível herança de cardioproteção foi investigada. Para tal, ratas prenhas foram alocadas em 3 grupos (controle, exercício ou resveratrol), e receberam os tratamentos durante o período gestacional. Após o nascimento dos neonatos, seus corações foram utilizados para a obtenção da cultura de cardiomiócitos que foi tratada com DOX para as análises de: viabilidade celular, apoptose e necrose; produção de espécies reativas de oxigênio (ERO); dano ao DNA; perfil antioxidante; e expressão proteica da sirtuína6 (Sirt6) e catalase (CAT). Os resultados demonstram que o exercício realizado durante o período gestacional aumenta a viabilidade dos cardiomiócitos dos neonatos, diminuindo a morte por apoptose e necrose induzida pela DOX, resultados correlacionados com o decréscimo na produção de ERO e aumento nas defesas antioxidantes. O exercício também protegeu os cardiomiócitos do dano ao DNA, reduzindo as quebras por danos oxidativos. Esses resultados foram semelhantes aos observados quando as genitoras foram suplementadas com resveratrol durante a gestação. Particularmente, o exercício induziu um aumento significativo na expressão protéica da Sirt6 e CAT nos cardiomiócitos da ninhada, efeito modestamente observado nos cardiomiócitos da ninhada do grupo resveratrol. Conclui-se que o exercício ou a suplementação com resveratrol durante a gestação protege o coração da ninhada contra a toxicidade induzida pela DOX, possivelmente por herança de cardioproteção conferida pela modulação do estresse oxidativo com o aumento do perfil antioxidante, bem como pela modulação da integridade do DNA via Sirt6 no coração do neonato.
Descrição
Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Doxorrubicina, Gestação, Exercício, Resveratrol, Estresse Oxidativo, Sirt6, Dano ao DNA, [en] Doxorubicin, [en] Pregnancy, [en] Exercise, [en] Oxidative Stress, [en] Sirtuins, [en] DNA Damage
Citação
Coleções