Características do parto e perinatais de pacientes portadores de cardiopatia congênita: um estudo transversal com controle

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A cardiopatia congênita (CC) é uma malformação comum, considerada um verdadeiro problema de saúde pública. Há poucos estudos internacionais e, especialmente, nacionais avaliando as características do parto e perinatais de pacientes com CC. Objetivos: Verificar as características do parto e perinatais de pacientes com CC hospitalizados em uma unidade de terapia intensiva (UTI) cardíaca de um hospital pediátrico de referência do sul do Brasil. Material e Métodos: Estudo transversal com controle. Os casos consistiram de pacientes com CC durante sua primeira hospitalização. Os controles foram compostos por pacientes sem evidência clínica de CC hospitalizados na mesma UTI logo após os casos. Os casos foram submetidos ao cariótipo de alta resolução e à hibridização fluorescente in situ (FISH) para microdeleção 22q11. Analisamos as características do parto e perinatais destes pacientes e as comparamos com as da população em geral. Resultados: A amostra foi composta de 198 casos e 198 controles. Não foram observadas diferenças significativas no peso, comprimento, perímetro cefálico e escores de Apgar entre casos e controles. No entanto, os pacientes com anormalidades cromossômicas e de aspecto sindrômico apresentaram mais frequentemente peso ao nascimento <percentil 10. Persistência do canal arterial foi associada com menores valores de peso, de comprimento e de perímetro cefálico ao nascimento. Em comparação com a população em geral, os indivíduos com CC apresentaram mais frequentemente peso <2.500 gramas e escores de Apgar ≤7. Conclusão: Os pacientes com CC apresentaram uma frequência de baixo peso ao nascimento maior do que a população em geral, especialmente em casos associados a anomalias cromossômicas e ao aspecto sindrômico. Isto também se aplica aos escores de Apgar, especialmente no primeiro minuto. Estas características do parto e perinatais são associadas a maiores taxas de mortalidade e a um pior prognóstico, o que pode ter importantes implicações, especialmente no Brasil.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Cardiopatias Congênitas, Recém-Nascido de Baixo Peso, Índice de Apgar, Aberrações Cromossômicas, Aspecto Sindrômico, [en] Heart Defects, Congenital, [en] Infant, Low Birth Weight, [en] Apgar Score, [en] Chromosome Aberrations
Citação