Características psicológicas positivas na síndrome metabólica: associação com a dieta e com fatores antropométricos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
A prevalência de Síndrome Metabólica (SM) está aumentando em todo o mundo e a dietoterapia é parte fundamental no tratamento dessa doença. Visto que grande parte dos pacientes apresenta dificuldade na adesão às intervenções nutricionais, a investigação sobre a relação entre características psicológicas positivas, engajamento em comportamentos saudáveis e melhor saúde física é de relevância à área. O presente estudo objetivou avaliar bem-estar subjetivo, otimismo, esperança, autoestima e fatores de personalidade e a relação destes contrutos com mudanças constatadas na qualidade da dieta e em parâmetros antropométricos de indivíduos com SM submetidos a uma orientação nutricional. Foram avaliados 63 indivíduos (idade 55,3; DP ± 14,1), pacientes de um ambulatório hospitalar nutricional. Os dados de parâmetros antropométricos e recordatório alimentar de 24 horas, para posterior avaliação do Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R), foram coletados na primeira consulta e no retorno da mesma, em média cinco meses depois. Os dados psicológicos positivos foram coletados na consulta inicial, e os de personalidade, avaliados por meio do Modelo dos Cinco Grande Fatores (CGF), na consulta de retorno, por meio de escalas validadas e normatizadas. Os resultados foram ajustados em relação aos escores de depressão dos pacientes, avaliados por meio do Inventário Beck de Depressão II (BDI-II). Foram avaliadas mudanças no IQD-R e nos fatores antropométricos, associando-os com os atributos psicológicos investigados. Os resultados indicaram que afetos positivos e esperança foram associados à melhora no IQD-R (d=0,65 e d=0,58, respectivamente). Também foi observada uma associação significativa entre otimismo e redução na circunferência abdominal (d=0,56). As associações mantiveram-se significativas mesmo após ajuste para o BDI-II (p=0,022, p=0,037 e p=0,05, respectivamente). Para os demais atributos avaliados, não foram observadas associações estatisticamente significativas. Com relação aos CGF de personalidade, embora tenham apresentado associações significativas com os indicadores de bem-estar subjetivo, não apresentaram associação significativa com a melhora no IQD-R ou com os parâmetros antropométricos avaliados. O estudo sugere que alguns atributos psicológicos podem apresentar maior influência no tratamento nutricional da SM, sendo de relevância a consideração destes na elaboração de futuras proposta de intervenções multidisciplinares que visem ao tratamento da síndrome metabólica.
Descrição
Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Síndrome Metabólica, Dieta, Bem-Estar Subjetivo, Otimismo, Esperança, Psicologia Positiva, Personalidade, [en] Metabolic Syndrome, [en] Diet, [en] Optimism, [en] Hope, [en] Personality
Citação
Coleções