Educação a distância com o uso da metodologia da problematização aplicada na formação permanente sobre sepse para a equipe de saúde

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: A sepse considerada um problema mundial de saúde pública, afeta milhões de pessoas no ano, é definida como uma resposta sistêmica do hospedeiro à infecção, sendo caracterizada pela disfunção aguda de órgãos secundária à infecção, podendo evoluir para choque séptico, caracterizado por sepse grave associado à hipotensão não revertida com ressuscitação fluída. Nessa perspectiva existe a necessidade de formação permanente dos profissionais da saúde envolvidos no cuidado destes pacientes. Objetivo: Desenvolver e aplicar um curso sobre sepse na perspectiva da educação permanente através da Plataforma Moodle com o uso da Metodologia da Problematização para qualificar profissionais da saúde. Método: Trata-se de um estudo de método misto, de caráter exploratório e natureza aplicada, com o uso da análise de conteúdo proposta por Bardin. Resultados: Perfil dos 12 participantes do curso, 91,67% do sexo feminino; média de idade 31,66 anos; 75% enfermeiros; média de formação 4,68 anos; 66,7% especialistas e 8,3% mestres; 41,7% atuantes em Unidade de Terapia Intensiva. Em relação ao conhecimento prévio dos participantes, 100% tinham ciência sobre o que é sepse e 25% tinham ciência sobre o que é a metodologia da problematização. Quanto à realização de cursos na modalidade à distância: 91,7% afirmaram ter realizado e concluído; se fosse na modalidade presencial 58,3% afirmaram não ter condições de realizar, 33,3% por dificuldade no descolamento até os locais onde os cursos são realizados. Evidenciou-se elevado nível de concordância nas afirmativas avaliadas através da escala Likert, com 67% satisfeitos e 75% sem dificuldades quanto à metodologia da problematização. A análise qualitativa permitiu o levantamento de três categorias temáticas e subcategorias: Profissional assistencial (papel assumido e desvalorização do tema sepse); Vivência cotidiana (organização do trabalho, processo de formação e aprendizagem e sensibilização dos resultados); e Plano de ação como sugestão de melhoria (serviço e profissional). Conclusão: O produto educacional gerado materializou-se na construção de um curso sobre sepse à distância utilizando a Metodologia da Problematização, na intenção de qualificar os profissionais de saúde e como uma ferramenta de fácil acesso, dinâmica e útil, servindo para o aperfeiçoamento e atualização do profissional. O curso ficou alojado na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) como forma de subsídio para futuras edições.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Sepse, Educação Permanente, Educação a Distância, Metodologia de Problematização, [en] Sepsis, [en] Education, Continuing, [en] Education, Distance, [en] Methodology
Citação