Estudo do perfil das pacientes que utilizam o serviço público de saúde para rastreamento do câncer de colo uterino e a associação com os fatores de risco

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: Anualmente, ocorrem cerca de 528.000 novos casos de câncer cervical no mundo. O fator de risco mais importante para o câncer cervicouterino é a infecção pelo vírus do papiloma humano. Objetivo: descrever o perfil comportamental e citopatológico das pacientes que utilizam o serviço público de saúde para rastreamento do câncer do colo uterino e a associação com os fatores de risco. Métodos: Estudo transversal, do qual participaram mulheres que frequentam o serviço ginecológico oferecido pela Liga Feminina de Combate ao Câncer do município de Porto Alegre, entre fevereiro de 2015 a maio de 2015. Resultados: Foi analisado o perfil sócio comportamental e citopatológico de 296 mulheres, com média etária de 48 anos. Os resultados do exame citopatológico no serviço de saúde demostraram que 249 mulheres (84.1%) tinham um resultado dentro dos limites da normalidade. 36 (12,2%) mulheres com ASCUS, 4 (1,4%) mulheres apresentavam ASC-H, 4 (1,4%) apresentavam HSIL; 2 (0,7%) apresentavam LSIL; 1 (0,3%) paciente apresentava AGC. Verificamos que 264 mulheres (89.2%) relataram que nunca fumaram. Porém, verificamos associação significativa entre tabagistas e a presença de lesões cervicais (OR= 2,789; p = 0,001). Ressalta-se que na análise multivariada, identificamos uma forte associação entre os fatores tabagismo, múltiplos parceiros sexuais, sangramento vaginal e histórico de lesões cervicais com o desenvolvimento de lesões. Conclusão: Com base aos resultados obtidos no nosso estudo, ressalta-se importante o conhecimento sobre os fatores de riscos e o acompanhamento das lesões cervicais para detectar a evolução destas lesões e diagnosticar VII novas alterações. Sabendo o perfil desta população, permite-se elaborar novas estratégias e políticas de saúde para países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, os quais apresentam elevada taxa de câncer do colo do útero.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Câncer Cervicouterino, HPV, Fatores de Risco, Lesões Cervicais, [en] Uterine Cervical Diseases, [en] Papillomaviridae, [en] Risk Factors, [en] Neck Injuries
Citação