Capacidade funcional em ratos com insuficiência cardíaca: efeitos da terapia laser de baixa intensidade associada ao treinamento de força

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
A intolerância ao exercício permanece como um das características predominantes na insuficiência cardíaca (IC). A terapia laser de baixa intensidade (TLBI) emerge como uma ferramenta capaz de melhorar o desempenho ao exercício, porém pouco se sabe sobre seus efeitos na capacidade funcional na IC. O Treinamento de Força (TF) é parte integrante de um programa de reabilitação cardíaca, porém seu efeito no Consumo Máximo de Oxigênio (VO2max) na IC ainda não está estabelecido. O modelo animal de IC induzida por Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é usado extensamente para avaliar potenciais terapias nessa síndrome. Nesse contexto, é essencial definir se os ratos submetidos à cirurgia de IAM desenvolverão primariamente uma redução da capacidade funcional. A conclusão de que o modelo animal (ratos) de IC induzida por IAM é capaz de reduzir a capacidade funcional é dificultada por metodologias e resultados discrepantes. Portanto, os objetivos dessa tese são: 1) avaliar a influência da TLBI associada ao TF na força máxima da musculatura esquelética, VO2max, distância percorrida e tempo de permanência em esteira em ratos com IC induzida por IAM; 2) caracterizar esse modelo animal quanto a capacidade funcional e; 3) revisar sistematicamente o impacto desse modelo animal no VO2max, na distância percorrida e no tempo de permanência em esteira. Por meio de três estudos experimentais inéditos e uma revisão sistemática com meta-análise em ratos, conclui-se que: 1) a TLBI associada ao TF aumenta o ganho de força da musculatura esquelética máximo, o VO2max e a tolerância ao exercício comparado ao TF isolado em ratos com IC induzida por IAM; 2) o VO2max e a tolerância ao exercício são dependentes do tamanho do infarto do miocárdio e; 3) ratos submetidos ao IAM reduzem o VO2max, o tempo de permanência em esteira e a distância percorrida quando comparado a ratos controle. Nossos resultados contribuem de forma significativa para o entendimento dos efeitos da TLBI associada ao TF nos parâmetros de capacidade funcional na IC. Adicionalmente, nossos resultados mostram que animais com grandes áreas de infarto (>40%) são um bom modelo para testar novas terapias que possam promover alterações em variáveis de capacidade funcional.
Descrição
Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Fototerapia, Exercício Físico, Força Máxima, Consumo de Oxigênio, Tolerância ao Exercício, Ratos, Infarto Agudo do Miocárdio, [en] Phototherapy, [en] Exercise, [en] Oxygen Consumption, [en] Exercise Tolerance, [en] Rats, [en] Myocardial Infarction
Citação
Coleções