O uso de diferentes indicadores de estado nutricional e sua relação com o desfecho clínico de pacientes oncológicos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Introdução: O câncer é reconhecido como problema de saúde pública em todo o mundo. A alta prevalência de desnutrição em oncologia associa-se a maior morbimortalidade. Objetivo: Correlacionar o estado nutricional de pacientes oncológicos, avaliado através de diferentes indicadores, com seus desfechos clínicos em 12 meses. Métodos: Estudo retrospectivo e longitudinal, constituído por pacientes com câncer gastrintestinal hospitalizados em hospital público geral de Porto Alegre. Os dados foram obtidos através da revisão de prontuários eletrônicos e fichas de avaliação nutricional. O estado nutricional foi avaliado através dos indicadores: Índice de Massa Corporal (IMC), Avaliação Subjetiva Global Produzida Pelo Próprio Paciente (ASG-PPP) e Percentual de Perda de Peso (%PP). Os desfechos clínicos, nos 12 meses subseqüentes à primeira avaliação nutricional, foram classificados como positivos quando identificado tratamento concluído ou seguimento do tratamento, e como negativos quando identificado progressão de doença ou óbito. Resultados: Foram avaliados 90 pacientes, sendo 55,6% deles do sexo masculino. A média de idade correspondeu a 59,7 ± 12,5 anos. Os diagnósticos predominantes foram câncer de cólon (28,9%) e reto (23,3%) e doenças em estágios avançados (37,8% em estadio III e 28,9% em IV), sendo 66,7% do tipo histológico adenocarcinoma. A desnutrição foi diagnosticada em 58,9% dos pacientes pela ASG-PPP, 27,8% pelo IMC e 53,3% pelo percentual de perda de peso. Encontrou-se boa concordância entre a ASG-PPP e o %PP (k=0,62; p<0,001). Quanto ao desfecho clínico, 47,8% apresentaram desfechos positivos e 52,2%, negativos. Encontram-se valores de associação significativos entre desnutrição e desfechos negativos (p < 0,001). Análise ajustada para fatores de confusão demonstrou que a desnutrição estava associada com desfecho desfavorável. Conclusão: O estado nutricional de pacientes com câncer gastrintestinal está relacionado com desfecho clínico apresentado em 12 meses. A desnutrição pode atuar negativamente sob o desfecho clínico do paciente oncológico.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Desnutrição, Estado Nutricional, Neoplasias, Oncologia, [en] Malnutrition, [en] Nutritional Status, [en] Neoplasms, [en] Medical Oncology
Citação