Revisão sistemática e meta-análise sobre qualidade de vida e cirurgia estética

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
A insatisfação com o corpo gera sintomas psíquicos e físicos em certas pessoas. Ela também é a motivação para uma busca de mudança nas características físicas que incomodam o indivíduo. A cirurgia plástica é a especialidade médica com a qual conseguimos moldar a nossa a nossa forma corporal visando à alteração dessas mesmas características. A mensuração de quanto e como esta mudança afeta a vida da pessoa encerra algumas dificuldades, uma vez que a subjetividade é um componente importante na apreciação da beleza. Medidas antropométricas e avaliação por pares profissionais de fotos pré e pós-operatórias foram os métodos de avaliação dos resultados da cirurgia plástica por um tempo, todavia estes métodos não levaram em consideração a percepção do próprio paciente. Na última década, cresceu o foco no paciente e a melhora na qualidade de vida passou a ser um desfecho considerado como indicador do sucesso da intervenção estética e as pesquisas sobre qualidade de vida assumiram um papel importante na avaliação das intervenções em cirurgia plástica. A qualidade de vida inclui os domínios físicos, social, psicológico, emocional ou espiritual que devem ser acessados para se conhecer este estado de bem-estar. Muitos instrumentos foram desenvolvidos para aferição da qualidade de vida após uma intervenção estética e hoje temos escalas que medem de forma geral e de forma especifica, isto é, uma escala para cada tipo de procedimento estético. Os estudos sobre este tem apresentaram resultados diferentes com alguns comprovando a melhora da qualidade de vida após a intervenção e outros falhando não demonstrado esta associação. Ainda, a melhora não foi uniforme 9 segundo as pesquisas e tampouco uma comparação entre os tipos de cirurgias estéticas na qualidade de vida foi realizada. O magnitude do efeito da cirurgia estética ainda é desconhecido e com isso vislumbramos a oportunidade de realizarmos uma meta-análise com a mensuração do tamanho do efeito da cirurgia plástica nesta variável. Observamos uma melhora global nas pessoas submetidas à cirurgias plásticas e vimos que, dentre os procedimentos estudados, a mamoplastia redutora é a que gera maior ganho na qualidade de vida dos pacientes.
Descrição
Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Palavras-chave
Qualidade de Vida, Cirurgia Plástica, Cirurgia Estética, Metanálise, [en] Quality of Life, [en] Surgery, Plastic, [en] Meta-Analysis
Citação