Simulador de ambiente hospitalar para gestão e dimensionamento de pessoas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
A complexidade das instituições de saúde tem induzido e mobilizado gestores e docentes a buscarem estratégias de inovação para a melhoria no ensino e nas condições de saúde da população, garantindo um processo de cuidado seguro, qualificado e sustentável. Dentre as instituições de saúde, o hospital é considerado a mais complexa das organizações. Desde o processo de formação, muitos profissionais questionam sobre o que se aprende na instituição de ensino e sua aplicação no cenário da prática. Considerando estas afirmações, propõem-se o uso de simuladores como ferramenta de apoio na formação acadêmica. OBJETIVO: desenvolver um software educacional para simulação de uma unidade de internação de um hospital, em relação ao dimensionamento de pessoal e tomada de decisão, fornecendo a possibilidade de vivenciar situações próximas à realidade, em ambiente virtual. METODOLOGIA: trata-se de uma pesquisa aplicada, de caráter exploratório, cujos procedimentos técnicos envolveram estudo bibliográfico para fundamentar o desenvolvimento de um software educacional de simulação direcionado à Enfermagem e a validação de sua usabilidade por meio de um experimento com acadêmicos. A avaliação qualitativa do simulador envolveu a participação de discentes da disciplina de Gerenciamento em Enfermagem II de um curso de Graduação em Enfermagem. RESULTADOS: o software desenvolvido é o principal resultado deste trabalho, sendo este um ambiente computacional multiagente que simula uma unidade de internação hospitalar, onde a base de conhecimento está apoiada na Resolução COFEN 293/04 para fins de cálculo de Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem, com base no Sistema de Classificação de Pacientes e na Nursing Interventions Classification (NIC) para definição do tempo médio gasto pelo enfermeiro na execução de intervenções em enfermagem. A avaliação preliminar de usabilidade foi positiva, sendo o software percebido pelos discentes como atrativo, motivacional, realístico, fácil de entender e focado na evolução do estudante. CONCLUSÃO: a construção do simulador traz mais uma ferramenta à disposição dos discentes e docentes, servindo como auxílio para experimentação de situações específicas, tendo sido percebido como ferramenta positiva para a aprendizagem de acadêmicos de Enfermagem.
Descrição
Palavras-chave
Simulação em Saúde, Informática em Saúde, Educação em Saúde, Enfermagem, [en] Medical Informatics, [en] Health Education, [en] Nursing
Citação