Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/980
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Holztrattner, Jéssica StrubeTexto parcial1,73 MBAdobe PDFView/Open
Title: Registro de enfermagem sobre o contato pele a pele entre a mãe e o recém-nascido em um hospital amigo da criança
Authors: Holztrattner, Jéssica Strube
metadata.dc.contributor.advisor: Coelho, Débora Fernandes
metadata.dc.contributor.advisor-co: Gouveia, Helga Geremias
Issue Date: 2019
Keywords: Parto Humanizado
Registros de Enfermagem
Salas de Parto
Relações Mãe-Filho
Contato Pele a Pele
[en] Humanizing Delivery
[en] Nursing Records
[en] Delivery Rooms
[en] Mother-Child Relations
[en] Skin
Abstract: Os objetivos deste estudo foram elaborar um Procedimento Operacional Padrão de enfermagem relacionado aos registros de enfermagem sobre o contato pele a pele entre a mãe e o recém-nascido imediatamente após o parto, no centro obstétrico de um Hospital Amigo da Criança; verificar como ocorre a prática do contato pele a pele entre a mãe e o recém-nascido em um Hospital Amigo da Criança; analisar os registros de enfermagem relacionados ao contato pele a pele e conhecer as percepções das enfermeiras sobre a prática do contato pele a pele imediatamente após o parto. O estudo teve delineamento misto e foi realizado em três etapas. A primeira etapa, quantitativa observacional transversal, ocorreu por meio da observação do contato pele a pele entre a mãe e o recém-nascido e dos registros de enfermagem de 97 nascimentos. A segunda etapa, qualitativa, se deu por meio de entrevistas com oito enfermeiras atuantes no cenário do nascimento. A análise de dados quantitativos foi realizada por meio da estatística descritiva, ao passo que a análise das entrevistas foi pela Análise de Conteúdo do Tipo Temática. A terceira etapa foi o desenvolvimento do produto, um Procedimento Operacional Padrão de enfermagem, com a finalidade de qualificar os registros de enfermagem sobre o contato pele a pele. O estudo foi realizado no Centro Obstétrico do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa do hospital, em conformidade com a Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. O estudo demostrou que o contato pele a pele, apesar de acontecer, não é realizado conforme o preconizado pela Iniciativa Hospital Amigo da Criança. Os registros de enfermagem observados indicam necessidade de melhorias quanto ao contato pele a pele. As enfermeiras conhecem a prática e entendem a importância de realiza-la de maneira adequada, no entanto destacam limitações do local de trabalho. Acredita-se que os achados da presente pesquisa, poderão subsidiar discussões entre a equipe multiprofissional visando oportunidades de melhorias nos registros de enfermagem e na prática do contato pele a pele.
metadata.dc.description.abstract-en: The objectives of this study were to elaborate a Nursing Standard Operating Procedure related to nursing records on skin-to-skin contact between mother and newborn immediately after delivery, at the obstetric center of a Baby-Friendly Hospital; check how the practice of skin-to-skin contact occurs between the mother and the newborn in a Baby-Friendly Hospital; to analyze the records of nursing related to skin-to-skin contact and to know nurses' perceptions about the practice of skin-to-skin contact immediately after childbirth. The study had a mixed design and was carried out in three stages. The first step, observational cross-sectional quantitative, was observed through the observation of 97 births, focusing on skin-toskin contact between mother and newborn and nursing records. The second, qualitative step was conducted through interviews with eight nurses working in the birth scenario. The analysis of quantitative data was performed through descriptive statistics, while the analysis of the interviews was by Thematic Content Analysis. The third step was product development, a Standard Operational Nursing Procedure, with the purpose of qualifying nursing records on skin-to-skin contact. The study was conducted at the Obestric Center of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre and was submitted to the hospital's Research Ethics Committee in accordance with Resolution 466/12 of the National Health Council. The study showed that skin-to- although it happens, is not performed as recommended by the Baby-Friendly Hospital Initiative. The observed nursing records indicate a need for improvements in skin-to-skin contact. The nurses know the practice and understand the importance of doing it in an appropriate way, but they highlight limitations of the workplace. It is believed that the findings of this research may support discussions among the multiprofessional team aiming at opportunities for improvements in nursing records and in the practice of skin-to-skin contact.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2019-11-01
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGENF - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License