Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/951
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[TESE] Bisch, Nadia KrubskayaTexto integral1,9 MBAdobe PDFView/Open
Title: Aconselhamento telefônico como alternativa de intervenção para jovens usuários de cocaína/crack: follow up 24 meses
Authors: Bisch, Nadia Krubskaya
metadata.dc.contributor.advisor: Barros, Helena Maria Tannhauser
metadata.dc.contributor.advisor-co: Ferigolo, Maristela
Issue Date: 2018
Keywords: Aconselhamento Eletrônico
Jovens
Cocaína
Crack
[en] Distance Counseling
[en] Adolescent
[en] Cocaine
[en] Crack Cocaine
Abstract: A juventude é marcada por um período de transição entre a infância e a adoção completa de um papel adulto. Esta fase evolutiva traz obstáculos que conduzem os indivíduos a um relacionamento conturbado, tanto consigo próprio, quanto com os demais. A busca de alívio para essa crise evolutiva pode ser responsável pelo envolvimento do jovem em atividades de risco, como o uso de drogas. Tal consumo pode acarretar sérios problemas no desenvolvimento do jovem. A telemedicina pode ser uma alternativa vantajosa para promover mudança de comportamento entre esta população. O anonimato e o acesso facilitado à orientação desprovida de preconceitos e julgamentos podem estimular os jovens à busca por ajuda. Promover intervenções precoces, com vistas à prevenção do uso de drogas, bem como da progressão da experimentação para consumos que refletem maior risco quanto ao uso problemático e gravidade do consumo, torna-se de extrema relevância para as políticas públicas. Desta forma, nesta tese buscamos investigar se o aconselhamento telefônico, baseado na entrevista motivacional auxilia os jovens à mudança de comportamento em relação ao uso de cocaína e crack. Além disso, ao identificar problemas na adesão ao tratamento proposto buscou-se investigar a percepção dos jovens para a não adesão ao tratamento e avaliar as características de consumo desta população. Com isto, foi possível a produção de três artigos: 1) “Aconselhamento telefônico para jovens brasileiros usuários de cocaína e/ou crack. Quem são esses usuários?”, que teve por objetivo descrever as características de consumo, comportamentos problemáticos associados ao uso e motivação para cessar o consumo entre adolescentes e jovens usuários de cocaína e/ou crack e comparar essas características. Fez-se um estudo transversal, com 2.390 usuários de cocaína/crack (adolescentes: 14-19 anos e jovens: 20-24 anos), 1471 jovens e 919 adolescentes. 2) “Mudanças nos comportamentos problemáticos decorrentes do uso de cocaína / crack em adolescentes e jovens brasileiros: acompanhamento de 6 e 24 meses” no qual os resultados da Entrevista Motivacional foram avaliados com base em intervenções telefônicas para jovens que relataram o uso de cocaína / crack. Os participantes foram aleatoriamente designados para a entrevista motivacional ou grupo de controle. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, questionários demográficos, avaliação da cocaína / crack na dependência de cocaína / crack e Escala de contemplação para avaliar a motivação para mudança de comportamento. Participaram do estudo 303 jovens com idade entre 14 e 24 anos. Apenas 154 desses participantes completaram um acompanhamento de 6 meses e somente 40 participantes finalizaram o seguimento de 24 meses. A entrevista motivacional foi mais eficaz do que a intervenção de controle na mudança de comportamento no uso de cocaína / crack entre os jovens que aderiram ao processo de acompanhamento no seguimento de 6 meses. Ao final d 24 meses de seguimento não se identificou diferenças significativas entre os grupos. Os participantes de ambos os grupos referem mudanças no comportamento em relação à quantidade de substância utilizada e; 3) “Obstáculos para a adesão ao tratamento entre jovens usuários de cocaína/crack atendidos em um serviço brasileiro de aconselhamento telefônico” em que foi realizado um estudo qualitativo de casos múltiplos. Participaram do estudo jovens usuários de cocaína/crack com idade entre 14 e 24 anos que ligaram para um serviço de aconselhamento telefônico no período de 2006 a 2013, com o intuito de buscar auxílio para cessar seu consumo. Foram realizadas ligações proativas cujo objetivo era investigar a situação de consumo. Nestas ligações proativas se investigou os motivos pelo quais os jovens não entraram em contato com o serviço nas datas previamente agendadas.
metadata.dc.description.abstract-en: Youth is marked by a transitional period between childhood and the full adoption of an adult role. This evolutionary phase brings obstacles that lead individuals to a troubled relationship, both with themselves and with others. The quest for relief from this evolutionary crisis may be responsible for engaging the youth in risky activities such as drug use. Such consumption can lead to serious problems in young people's development. Telemedicine may be an advantageous alternative to promote behavior change among this population. Anonymity and facilitated access to guidance without bias and judgment can encourage young people to seek help. Promoting early interventions aimed at preventing drug use, as well as the progression of experimentation for consumptions that reflect greater risk regarding the problematic use and severity of consumption, becomes of extreme relevance for public policies. In this thesis, we seek to investigate whether telephone counseling based on motivational interviewing helps young people to change their behavior regarding cocaine and crack use. In addition, when identifying problems in adherence to the proposed treatment, we sought to investigate young people's perception of non-adherence to treatment and to evaluate the consumption characteristics of this population. With this, it was possible to produce three articles: 1) "Telephone counseling for young Brazilians who use cocaine and / or crack cocaine. Who are these users? ", Which aimed to describe the characteristics of consumption, problematic behaviors associated with the use and motivation to cease consumption among adolescents and young users of cocaine and / or crack and compare these characteristics. A cross-sectional study was carried out with 2,390 cocaine / crack users (adolescents: 14-19 years old and young: 20-24 years old), 1471 young people and 919 adolescents. 2) "Changes in problematic behaviors due to cocaine / crack use in Brazilian adolescents and youngsters: 6 and 24-month follow-up" in which the results of the Motivational Interview were evaluated based on telephone interventions for young people who reported cocaine / crack Participants were randomly assigned to the motivational interview or control group. Semi-structured interviews, demographic questionnaires, cocaine / crack evaluation in cocaine / crack dependence and contemplation scale were used to evaluate the motivation to change behavior. A total of 303 young people between the ages of 14 and 24 participated in the study. Only 154 of these participants completed a 6-month follow-up and only 40 participants completed the 24-month follow-up. The motivational interview was more effective than the control intervention in changing behavior in cocaine / crack use among young people who joined the follow-up process in the 6-month follow-up. At the end of 24 months of follow-up, no significant differences were identified between groups. Participants in both groups report changes in behavior relative to the amount of substance used and; 3) "Obstacles to adherence to treatment among young cocaine / crack users served at a Brazilian telephone counseling service" in which a qualitative study of multiple cases was carried out. Young cocaine / crack users aged between 14 and 24 years who joined a telephone counseling service from 2006 to 2013 participated in the study in order to seek help to stop their use. Proactive links were carried out to investigate the consumption situation. In these proactive links we investigated the reasons why the young people did not contact the service on the dates previously scheduled.
Description: Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2019-10-29
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGCS - Teses



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License