Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/948
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[TESE] Trindade, Carolina SturmTexto integral8,05 MBAdobe PDFView/Open
Title: Desenvolvimento e validação de um instrumento para avaliação da qualidade dos objetos de aprendizagem da área da saúde
Authors: Trindade, Carolina Sturm
metadata.dc.contributor.advisor: Reppold, Caroline Tozzi
metadata.dc.contributor.advisor-co: Dahmer, Alessandra
Issue Date: 2016
Keywords: Materiais de Ensino
Educação a Distância
Educação em Saúde
Tecnologia Educacional
Estudos de Validação
Psicometria
[en] Teaching Materials
[en] Education, Distance
[en] Health Education
[en] Educational Technology
[en] Validation Studies
[en] Psychometrics
Abstract: Contexto: No campo do ensino na saúde, as tecnologias da informação e comunicação estão cada vez mais sendo usadas pelos educadores, sendo vistas como um instrumento facilitador da aprendizagem, uma vez que promovem maior integração, interação, agilidade na recuperação da informação, distribuição e comunicação nos mais variados contextos. Especificamente as tecnologias multimídia e da internet permitem que sejam criadas diversas abordagens pedagógicas de educação a distância, incluindo a utilização de objetos de aprendizagem - recursos digitais de aprendizagem que podem ser reutilizados diversas vezes em diferentes cenários de aprendizagem. No caso dos objetos de aprendizagem identifica-se a necessidade de pesquisas que contribuam para a discussão de procedimentos validados e não tendenciosos. Nesse contexto, este trabalho descreve a criação e a validação de uma escala para avaliação da qualidade de objetos de aprendizagem desenvolvidos para ensino na área da saúde. Objetivos: O objetivo geral desta tese era o de desenvolver e validar um instrumento de avaliação da qualidade de objetos de aprendizagem para a área da saúde. Especificamente, tinha-se como propósito: 1) Definir os conceitos e critérios de qualidade para objetos de aprendizagem desenvolvidos para a área da saúde; 2) Desenvolver um instrumento para operacionalizar a avaliação dos objetos de aprendizagem desenvolvidos para a área da saúde baseado na definição de categorias temáticas, as quais seriam compostas de dimensões e itens que contemplassem o tema; 3) Identificar evidências de validade de conteúdo e evidências de validade baseada na estrutura interna para o instrumento de avaliação dos objetos de aprendizagem desenvolvidos para a área da saúde. Métodos: O processo de desenvolvimento e validação do referido instrumento seguiu os preceitos da Psicometria, abrangendo os procedimentos teóricos, experimental e analítico, realizados em cinco etapas. Os procedimentos teóricos caracterizam a primeira etapa e foram fundamentados por revisão de literatura pertinente à área de avaliação de objetos de aprendizagem e subsidiaram a criação de uma escala. A segunda etapa contou com a participação de 139 juízes, todos vinculados à área da saúde, incluindo docentes, técnicos/designers, tutores e alunos de Curso de Especialização em Saúde da Família, resultando na geração do índice de validade de conteúdo (IVC) global e de cada item da escala. Para a terceira etapa, contou-se com a participação de treze profissionais que atuam no ensino em saúde (enfermeiro, médico, pedagogo, nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, profissional da ciência da computação), quando foi calculada a razão de validade de conteúdo (RVC) para cada item da escala. O IVC e o RVC serviram de parâmetro para determinar as evidências de validade de conteúdo. Itens que possuíssem IVC menor que 0,85 e ao mesmo tempo apresentassem RVC menor que 0,54 deveriam ser retirados da escala. Na quarta etapa, contou-se com a participação de 119 alunos do Curso de Especialização em Saúde da Família e utilizou-se a Análise Fatorial Exploratória para executar o teste de estrutura interna. Na quinta etapa, para o teste de medida de precisão, adotou-se a análise do Alpha de Cronbach. Resultados e conclusões: Definiu-se o construto “Qualidade de objetos de aprendizagem para área da saúde” apresentado sob a forma de três dimensões: “Conceitos Intrínsecos aos Objetos de Aprendizagem da Área da Saúde”, “Educacional” e “Apresentação”. Criou-se uma escala para avaliação da qualidade de objetos de aprendizagem. No estudo de validade de conteúdo, o valor do IVC Global foi de 0,80. A partir da análise do IVC e RVC, foram excluídos 38 itens resultando em um instrumento com evidências de validade de conteúdo. Quanto às evidências de validade de estrutura interna, os resultados indicaram a permanência de 41 itens no instrumento. Os resultados na Análise Fatorial Exploratória indicaram a extração de três fatores, indo ao encontro do previsto na etapa teórica. Estes apresentaram uma variância total explicada de 50,6%, distribuída da seguinte forma: 21,06% para o fator “Apresentação”, 15,04% para o “Educacional” e 14,53% para “Conceitos Intrínsecos”. Esses resultados assinalam que todos os itens se ajustaram às dimensões propostas. A consistência interna do questionário foi avaliada através do Alpha de Cronbach (α = 0,94). As três dimensões do construto apresentaram excelente consistência interna – “Apresentação” com α = 0,87 “Educacional” com α = 0,89; e “Conceitos Intrínsecos aos Objetos de Aprendizagem” com α = 0,92. Os resultados de todas as etapas indicam que o instrumento elaborado apresenta evidências de validade, sendo possível o seu uso no contexto de ensino, projeto e desenvolvimento de objetos de aprendizagem e pesquisa da área.
metadata.dc.description.abstract-en: Context: Information and communication technologies are increasingly being used by educators in health education and taken as facilitating learning instruments because they promote great integration, interaction, agility in information retrieval, distribution, and communication in various contexts. Specifically the technologies and the Internet enable creating various pedagogical approaches to distance education, including the use of learning objects - digital learning resources that can be reused several times in different learning scenarios. However, while recognizing the progress and importance of continuous integration of information and communication technologies in the educational field, researchers in this area admit that studies concerning their quality are still incipient. A similar scenario is observed in learning objects focused on health care; there is a need for research that contributes to the discussion of validated and unbiased procedures. Thus, this study describes the creation and validation of a scale to evaluate the quality of learning objects developed for education in healthcare. Objectives: The overall objectives of this thesis were based on the development and validation of an instrument for the evaluation of the quality of learning objects used in the health area. The specific objectives were: 1) To define concepts and quality criteria for learning objects developed for the health area. 2) To develop an instrument to operate the evaluation of learning objects developed for the health area based on the definition of thematic categories, which would be composed of dimensions and items that addressed the subject; and 3) To identify evidence of content validity and validity based on the internal structure of the instrument to evaluate learning objects developed for the health area. Methods: The development and validation process of this tool followed the precepts of Psychometry including theoretical, experimental, and analytical procedures carried out in five stages. The theoretical procedures define the first stage, were based on a literature review regarding the evaluation of learning objects and supported the creation of a scale. The second stage involved the participation of 139 judges, all of them linked to the health area including teachers, technicians/designers, tutors, and students in the Family Health Specialization Course, resulting in the generation of the global content validity index (GCVI) and each item on the scale. The third stage involves the participation of thirteen professionals working in the Health Education Higher (nurse, doctor, education, dietitian, speech therapist, physiotherapist, professional computer science) and calculating the content validity ratio (CVR) for each item in scale. The GCVI and CVR values served as parameters to determine the evidence of content validity. Items with GCVI less than 0.85 and concomitant CVR less than 0.54 should be removed from the scale. The fourth stage had the participation of 119 students from the Family Health Specialization Course in the Exploratory Factor Analysis used to execute the internal structure test. The Cronbach´s Alpha analysis was adopted in the fifth stage for the precision measuring test. Results and conclusions: The construct “Quality of learning objects for the health area” was defined and presented in three dimensions: “Concepts Intrinsic to Learning Objects in the Health Area”, “Educational”, and “Presentation”. A scale was created to evaluate the quality of learning objects. The Global GCVI was 0.80 in the study of content validity. Thirty-eight items were excluded based on the analysis of GCVI and CVR, resulting in an instrument with evidence of content validity. The results for evidence of internal structure validity maintained 41 items in the instrument. The results of the Exploratory Factor Analysis indicated the extraction of three factors, meeting the predicted results in the theoretical stage. These results showed a total explained variance of 50.6 distributed as follows: 21.06% for the “Presentation” factor, 15.04% for “Educational,” and 14.53% for “Intrinsic Concepts”. These results indicate that all items were adjusted to the proposed dimensions. The internal consistency of the questionnaire was evaluated through the Cronbach´s Alpha analysis (α = 0.94). The three dimensions of the construct presented excellent internal consistency – “Presentation” with α = 0.87; “Educational” with α = 0.89; and “Concepts Intrinsic to Learning Objects” with α = 0.92. The results of all stages indicate that the developed instrument presents evidence of validity; therefore, its use in the context of teaching, projects and development of learning objects, and research in the health area is relevant.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2019-10-29
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGCS - Teses



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License