Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/744
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Mesquita, KellyTexto integral2,52 MBAdobe PDFView/Open
Title: Acessos vasculares em pacientes oncológicos pediátricos: dialogando com crianças sobre o cuidado
Authors: Mesquita, Kelly
metadata.dc.contributor.advisor: Canabarro, Simone Travi
metadata.dc.contributor.advisor-co: Magalhães, Cleidilene Ramos
Issue Date: 2018
Keywords: Dispositivos de Acesso Vascular
Pediatria
Oncologia
Tecnologia Educacional
Lúdico
[en] Vascular Access Devices
[en] Pediatrics
[en] Medical Oncology
[en] Educational Technology
Abstract: A assistência à saúde tem se tornado mais complexa não somente pela gravidade de pacientes internados ou pelo avanço, mas também pelo uso de dispositivos invasivos, em especial os acessos vasculares, que aumentam os riscos de Infecções de Corrente Sanguínea (ICS). Os dispositivos de acessos venosos vasculares representam agora uma parte fundamental nos cuidados de saúde. Estudos mostram a redução de infecções da corrente sanguínea relacionada a Cateter Vascular Central (CVC), como estratégia de segurança do paciente. A infecção primária da corrente sanguínea associada aos cateteres é uma complicação sistêmica grave. Contudo, na maioria das vezes, pode ser prevenida quando as práticas de segurança são realizadas adequadamente pela equipe na inserção e manutenção dos dispositivos (INS, 2011). Nesse ínterim, este trabalho tem como objetivo analisar as percepções das crianças e adolescentes em tratamento oncológico, acerca do processo de educação e o nível de conhecimento dos cuidados com os dispositivos de acessos vasculares. Este estudo foi desenvolvido a partir de uma abordagem de pesquisa-ação, visto que se observaram os fatos sem interferir no ambiente de coleta. Nessa perspectiva, foram analisadas experiências de crianças em relação ao enfrentamento no uso de acessos vasculares no tratamento do câncer. Esta pesquisa foi realizada na Irmandade da Santa Casa de Porto Alegre, no complexo do Hospital da Criança Santo Antônio. Participaram deste estudo 16 crianças, com idade entre 6 a 12 anos, em tratamento com diagnósticos de doença oncológica. O instrumento de coleta de dados deu-se através de entrevista semiestrutura. Para a análise dos dados, optou-se pela análise de conteúdo de Minayo, emergiram quatro categorias: “conhecimento quanto à implantação do cateter”, “expressando sentimento de satisfação”, “entendimento da criança em relação ao cateter”, “relato de vivências para a melhoria”. Com o desenvolvimento deste trabalho, foi construido uma ferramenta lúdica para a educação das crianças para o entendimento sobre os acessos vasculares. Evidenciou-se também a necessidade da construção de um instrumento de orientação a fim de preparar a criança para a utilização de um dispositivo de acesso vascular, transformando uma atividade terapêutica em entretenimento, capacitando-a para o autocuidado e preparando-a para a nova condição de vida.
metadata.dc.description.abstract-en: Health care has become more complex not only by the severity of hospitalized patients, but also by the use of invasive devices, especially vascular accesses, which increase the risks of Bloodstream Infections. Vascular venous access devices are now a key part of contemporary healthcare. Studies have shown the reduction of bloodstream infections related to Central Vascular Catheter (CVC) as a patient safety strategy. Primary infection of the bloodstream associated with catheters is a serious systemic complication, but most of the time it can be prevented when safety practices are performed adequately by the team in the insertion and maintenance of the devices (INS, 2011). Thus, this study aims to know the perceptions of oncological children about the hospitalization process and the level of knowledge of the care with vascular access devices to implant a pediatric educational product suitable for pediatrics. This research was developed from a qualitative and descriptiveexploratory research approach, as it observed the facts without interfering in the collection environment and analyzed the children's experiences regarding the confrontation in the use of vascular accesses in the treatment of cancer. The study was carried out in a Pediatric Hospital in the South of Brazil, and 16 children, aged 6 to 12 years, with diagnoses of oncologic disease who were undergoing treatment were enrolled in the study. The instrument of data collection was given through the semistructure interview. For the analysis of the data, performed through Bardin content analysis, four categories emerged: "Knowledge of catheter implantation", "Expressing feeling of satisfaction", "Understanding of the child in relation to the catheter", " the improvement ". The study revealed the importance of the education of these children, using a playful tool for understanding with the vascular accesses, and it was also evidenced the need of the construction of an orientation instrument to prepare the child for the use of a vascular access devices, transforming a therapeutic activity into entertainment, enabling it to self-care and preparing it for a new condition of life.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2019-08-29
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGENSAU - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License