Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/639
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Bermudez, Mariane BagatinTexto integral1,81 MBAdobe PDFView/Open
Title: Adaptação do protocolo de sessão única para prevenção de transtornos mentais com terapia cognitivo-comportamental para o português brasileiro: ensaio clínico aberto
Authors: Bermudez, Mariane Bagatin
metadata.dc.contributor.advisor: Dreher, Carolina Blaya
Issue Date: 2018
Keywords: Depressão
Qualidade de Vida
Prevenção de Doenças
[en] Depression
[en] Quality of Life
[en] Disease Prevention
Abstract: Este estudo traduziu, adaptou e aplicou um protocolo de terapia cognitivo-comportamental para prevenção de transtornos mentais (UP) em estudantes de medicina, que são grupo de risco para sintomas depressivos, ansiosos e risco de suicídio. O objetivo foi avaliar a resposta dessa intervenção na nossa população. Os estudantes foram avaliados utilizando-se a entrevista clínica estruturada M.I.N.I. e as escalas MEAQ, QLESQ, RSE, EMRI, OASIS e BDI. Os alunos incluídos participaram da sessão única de TCC em grupo. Foram realizadas reavaliações 7, 30 e 90 dias após a aplicação do protocolo. Sessenta e quatro estudantes foram avaliados e 62 foram incluídos neste estudo. Os alunos apresentaram melhora significativa na qualidade de vida (QLESQ 0.602 vs 0.675, p<0.001), na redução de sintomas depressivos (BDI 11.64 vs 7.82, p<0.001) e na redução da prevalência do transtorno de pânico (p=0.003), fobia social (p=0.037) e bulimia (p=0.041). Em uma escala subjetiva para avaliar o quanto essa intervenção ajudou em algum aspecto da vida, sendo 0 “nada” e 5 “completamente”, 79.8% dos alunos quantificaram valor igual ou maior que 3. Nossos achados sugerem que os alunos se beneficiaram desta intervenção. Os resultados indicam que o UP é uma abordagem válida na prevenção de transtornos mentais nesse grupo de risco. O formato de sessão única, em grupo facilitam a sua disseminação, com menor recurso financeiro.
metadata.dc.description.abstract-en: This study translated, adapted and applied a protocol of cognitive-behavioral therapy for prevention of mental disorders (UP) in medical students, who are at risk group for depressive, anxious symptoms and risk of suicide. The objective was to evaluate the response of this intervention in our population. The students were evaluated using the structured clinical interview M.I.N.I. (DSM IV-R) and the MEAQ, QLESQ, RSE, EMRI, OASIS and BDI scales and a subjective questionnaire. The included students participated in the single-session cognitive behavioral therapy in group format. Seven, 30 and 90 days reassessments were performed after application of the protocol. Sixty-four students were evaluated and 62 were included in this study. The students presented significant improvement in quality of life (QLESQ 0.602 vs 0.675, p <0.001), reduction of depressive symptoms (BDI 11.64 vs 7.82, p <0.001) and reduction in the prevalence of panic disorder (p = 0.003) social phobia (p = 0.037) and bulimia (p = 0.041). On a subjective scale to assess how much this intervention helped in some aspect of life, 0 being "nothing" and 5 "completely", 79.8% of the students quantified a value equal to or greater than 3. Our findings suggest that students benefited from this intervention. The results indicate that UP is a valid approach in the prevention of mental disorders in this risk group. The single session format in a group facilitates its dissemination, with less financial resources.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2018-12-11
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License