Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/570
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Freire, Ariane BollaTexto integral1,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeito agudo da terapia do espelho na reabilitação do membro superior de indivíduos com hemiparesia após acidente vascular cerebral
Authors: Freire, Ariane Bolla
metadata.dc.contributor.advisor: Bernardi, Caren Luciane
Issue Date: 2017
Keywords: Acidente Vascular Cerebral
Terapia do Espelho
Extremidade Superior
Análise Cinemática
[en] Stroke
[en] Upper Extremity
[en] Biomechanical Phenomena
Abstract: O Acidente vascular cerebral (AVC) caracteriza-se pela má perfusão encefálica decorrente de um evento isquêmico ou hemorrágico, sendo uma das principais causas de morte e incapacidade no mundo. Dentre as possíveis complicações incapacitantes causadas pelo AVC, a principal delas é a paresia no membro superior (MS) contralateral à lesão, pois está diretamente relacionada à capacidade funcional. A Terapia do Espelho (TE) tem sido utilizada na recuperação motora do MS de indivíduos após AVC e seus efeitos podem estar relacionados à ativação de neurônios espelho e alterações do córtex motor primário. Ainda não há evidências sobre os efeitos agudos da TE sobre o controle motor do MS parético de pacientes após AVC durante a realização de uma tarefa funcional. Dessa maneira, o objetivo desta pesquisa foi investigar o efeito agudo da TE sobre as estratégias de controle motor do MS parético de indivíduos após AVC crônico, durante tarefa de alcance. O estudo caracteriza-se como um ensaio clínico cruzado randomizado (cross-over), no qual foram avaliados indivíduos após AVC, com idade entre 30 e 80 anos. Os pacientes que primeiramente participaram do grupo intervenção realizaram uma única sessão de TE com duração de 30 minutos, enquanto no grupo controle foi realizada uma única sessão composta pelos mesmos exercícios, porém sem o espelho. Após um mês de washout, os pacientes trocaram de grupo de intervenção. Trinta e três pacientes concluíram o estudo e foram avaliados, antes e após as intervenções, quanto ao controle motor, destreza manual e espasticidade do MS. Entre as variáveis cinemáticas, somente o tempo do ciclo do movimento apresentou significância estatística em ambos os grupos após as intervenções (ES=0.53; p<0.006). A destreza manual (ES=0.03; p< 0.016), espasticidade de flexores de cotovelo (ES=0.29; p<0.000), punho (ES=0.54; p<0.001) e adutor horizontal de ombro (ES=0.68; p<0.011) também apresentaram melhora significativa após ambas as intervenções. Apenas a espasticidade de flexores de punho demonstrou diferença entre as intervenções (p<0.046), sugerindo que a magnitude da redução da espasticidade observada após a TE foi maior que a observada após a intervenção controle. Esses resultados demonstram uma melhora efetiva no tempo de ciclo de movimento durante a tarefa, destreza manual e a espasticidade do MS parético após ambas as intervenções, no entanto, as comparações entre grupos não revelaram diferenças significativas, exceto para espasticidade dos flexores do punho. Sendo assim, este estudo indica que a TE isolada não foi mais eficaz que o treinamento direto de ambos os membros superiores dos pacientes após AVC crônico
metadata.dc.description.abstract-en: Stroke is characterized by poor brain perfusion resulting from an ischemic or hemorrhagic event, being one of the leading causes of death and disability in the world. Among the possible incapacitating complications caused by stroke, the main one is paresis in the upper extremity (UE) contralateral to the injury, because it is directly related to functional capacity. Mirror Therapy (MT) is a new modality in the motor recovery of the UE of individuals after stroke, and its effects may be related to the activation of mirror neurons and alterations of the primary motor cortex. There is still no evidence on the acute effects of MT on the motor control of paretic UE in post-stroke patients during the performance of a functional task. Thus, the aim of this study was to investigate the acute effect of MT on motor control of paretic UE of individuals after chronic stroke, during a task of reaching. This study is a randomized cross-over trial, where subjects after stroke were evaluated, with ages between 30 and 80 years. Patients who first participated in the intervention group performed a single session of MT with duration of 30 minutes, whereas in the control group a single session composed of the same exercises, was conducted, but without the mirror. After a month of washout, the patients switched groups. Thirty-three patients completed the study and were evaluated, before and after the interventions, regarding kinematic outcomes, manual dexterity, and UE spasticity. Among the kinematic variables, only the movement cycle time presented statistical significance in both groups after interventions (ES=0.53; p<0.006). The manual dexterity (ES=0.03; p<0.016), spasticity of elbow flexors (ES=0.29; p<0.000), wrist flexors (ES=0.54; p<0.001) and horizontal shoulder adductor (ES=0.68; p<0.011) also improved after both interventions. Only the spasticity of wrist flexors demonstrated a significant difference between the interventions (p<0.046), suggesting that the magnitude of the spasticity reduction observed after MT was higher than that observed after the control intervention. These results demonstrate an effective improvement in movement cycle time during the task, manual dexterity and spasticity of paretic UE after both interventions, however, comparisons between groups did not reveal significant differences except for spasticity of the wrist flexors. Thus, this study indicates that isolated MT was no more effective than direct training of both UE of patients after chronic stroke.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2017-11-24
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCR - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License