Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/424
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[TESE] Halmenschlager, Graziele10,51 MBAdobe PDFView/Open
Title: Alterações histomorfométricas e grau de apoptose no corpo cavernoso de ratos em deprivação androgênica submetidos ou não a reposição hormonal com testosterona
Authors: Halmenschlager, Graziele
metadata.dc.contributor.advisor: Rhoden, Ernani Luis
Issue Date: 2013
Keywords: Análise Histomorfométrica
Orquiectomia
Undecanoato de Testosterona
Terapia de Reposição Hormonal
Apoptose
Óxido Nítrico
Ablação Androgênica
[en] Orchiectomy
[en] Testosterone
[en] Hormone Replacement Therapy
[en] Apoptosis
[en] Nitric Oxide
Abstract: A fisiologia da ereção envolve mecanismos centrais e periféricos complexos. Contudo, para que os fenômenos envolvidos na função erétil se estabeleçam de maneira adequada, há a necessidade da integridade dos tecidos dos corpos cavernosos, bem como de um nível adequado de hormônios e neurotransmissores. Ainda, níveis adequados de testosterona atuam na anatomia do corpo cavernoso, na fisiologia e na função do tecido peniano, bem como regulam a liberação de óxido nítrico. Porém, o exato mecanismo pelo qual a testosterona atua no corpo cavernoso permanece incerto. Portanto, o objetivo desta tese foi avaliar os efeitos histomorfométricos e o grau de apoptose no corpo cavernoso de ratos submetidos à ablação androgênica, com ou sem reposição hormonal com undecanoato de testosterona. Para tanto, ratos Wistar adultos foram divididos em três grupos: Grupo 1= Sham operation (n=5-8); Grupo 2 = Orquiectomia bilateral + veículo oleoso 30 dias após a cirurgia (n = 7 – 8) e Grupo 3 = Orquiectomia bilateral + Undecanoato de testosterona 100mg/kg, via i.m., 30 dias após a cirurgia (n=5-7).Todos os animais foram sacrificados 60 dias após o início dos experimentos. Observamos uma diminuição nos níveis de testosterona no Grupo 2 quando comparado aos Grupos 1 e 3 (P<0,001). A ablação androgênica diminuiu tanto o diâmetro peniano bem como a quantidade de musculatura lisa no corpo cavernoso (P=0,001; P=0,005, respectivamente) e a reposição hormonal manteve estes parâmetros a níveis de animais controle. Nenhuma diferença foi encontrada na quantidade de espaços sinusóides (P=0,207), fibras elásticas (P= 0,849), fibras colágenas (P=0,216), grau de apoptose celular (P=0,095) e óxido nítrico entre os grupos (P=0,526). Concluímos que níveis adequados de testosterona mantêm a quantidade de musculatura lisa no corpo cavernoso e que este andrógeno não influencia na quantidade de fibras elásticas e fibras colágenas no corpo cavernoso de ratos. Além disso, a testosterona não altera a taxa de apoptose no corpo cavernoso bem como os níveis de óxido nítrico.
metadata.dc.description.abstract-en: Erectile function physiology is a complex interplay between central and peripheral mechanisms. However, for the erectile mechanism to be set appropriately, it requires the integrity of corpora cavernosa tissue, as well as adequate levels of hormone and neurotransmitters. Furthermore, adequate levels of testosterone are important to corpus cavernosum anatomy, to the physiology and function of penile tissue and regulate the release of nitric oxide. However, the exact mechanism by which testosterone acts in corpus cavernosum remains unclear. Therefore, the aim of this thesis was to evaluate histomorphometric parameters and apoptosis` degree in the corpus cavernosum of rats undergoing androgen ablation, with or without hormone replacement with testosterone undecanoate. Adult Wistar rats were divided into three groups: Group 1= Sham operation group (n= 5-8); Group 2=Bilateral orchiectomy + oily vehicle group (n= 7-8); Group 3= Bilateral Orchiectomy + testosterone undecanoate 100mg/kg i.m. 30 days after the surgery (n= 5-7).All animals were euthanized 60 days after the beginning of the treatment. Testosterone levels were decreased in Group 2 when compare to Groups 1 and 3 (P<0.001). Testosterone deprivation reduced trabecular smooth muscle content and penile diameter and testosterone replacement smooth muscle content as well as penile diameter (P=0.005; P=0.001, respectively). No difference was observed in the content of sinusoidal space (P=0.207), elastic fibers (P=0.849), collagen (P=0.216), apoptosis (P=0.095) and in NO levels among groups (P=0.526). Therefore, we conclude that testosterone levels maintain corpus cavernosum smooth muscle content and do not influence elastic fibers, collagen content as well as apoptotic index and NO levels.
Description: Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-25
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGCS - Teses



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License