Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/416
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[TESE] Pilar, Emily Ferreira SallesTexto integral48,91 MBAdobe PDFView/Open
Title: Padronização dos protocolos de marcadores imuno-histoquímicos para uso em plataforma de automação
Authors: Pilar, Emily Ferreira Salles
metadata.dc.contributor.advisor: Zettler, Cláudio Galleano
Issue Date: 2015
Keywords: Anticorpos
Automação
Imuno-Histoquímica
[en] Antibodies
[en] Automation
[en] Immunohistochemistry
Abstract: Introdução: A demanda pelo exame imuno-histoquímico na rotina diagnóstica nos laboratórios de Anatomia Patológica cresce exponencialmente. A introdução de biofármacos dirigidos a moléculas-alvo exige resultados precisos, neste contexto, há uma tendência nos laboratórios de introduzir a automação em imuno-histoquímica. O presente estudo foi desenvolvido no Laboratório de Anatomia Patológica do Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre no ano de 2012. Objetivo: realizar a padronização de 120 anticorpos primários concentrados provenientes de diversos fabricantes na Plataforma de automação Benchmark XT (Ventana Medical Systems/Roche Tissue Diagnostics, Tucson AZ, EUA). Critério de inclusão: foram selecionados para a padronização os 120 anticorpos concentrados utilizados com maior frequência no laboratório. Para os testes foram selecionadas 41 amostras de tecido contendo o antígeno de interesse, provenientes de peças cirúrgicas, fixadas em formalina 10% tamponada e positivas em reação Imuno histoquímica manual. Resultados: Foram padronizados 120 marcadores. O protocolo mais frequente foi uso de recuperação antigênica com Cell Conditioning 1 por 60 minutos e incubação no anticorpo primário por 32 minutos a 42ºC. A diluição mais frequente foi 1:100. Conclusão: A automação atende às exigências de padronização concomitante ao aumento da demanda. Esperamos que o manual desenvolvido seja referência para trabalhos futuros e aos laboratórios com interesse em automatizar sua rotina imuno-histoquímica.
Description: Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Patologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-25
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGPAT - Teses



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License