Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/335
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[TESE] Antonello, Vicente SperbTexto integral1,63 MBAdobe PDFView/Open
Title: O vírus da imunodeficiência humana, o vírus da hepatite C e comorbidades
Authors: Antonello, Vicente Sperb
metadata.dc.contributor.advisor: Tovo, Cristiane Valle
Issue Date: 2015
Keywords: HIV
Hepatite C
Hipertensão Arterial
Proteinúria
[en] Hepatitis C
[en] Hypertension
[en] Proteinuria
Abstract: Objetivo: O aumento na sobrevida dos pacientes após o início da terapia antirretroviral trouxe a emergência de condições clínincas como Hepatite pelo vírus C e doença cardiovascular e renal como importantes causas de morbidade e mortalidade juntamente com o HIV. O presente estudo teve como objetivo, em pacientes vivendo com HIV, revelar o perfil clínico-epidemiológico atual destes, determinar a correlação entre a razão de proteinúria e creatininúria em amostra e proteinúria de 24 horas, apresentar a prevalência e fatores de risco para hipertensão arterial e proteinúria patológica nesta população especial, e investigar as diferenças entre coinfectados por HIV/HCV e monoinfectados por HIV em relação a aspectos clínicos e demográficos Indivíduos e Métodos: Foi realizado a revisão de prontuários médicos de 1.030 pessoas infectadas pelo HIV com 18 anos ou mais em uma clínica de HIV / AIDS em Porto Alegre, Brasil. Os dados clínicos e demográficos foram coletados a partir dos prontuários dos pacientes atendidos entre março de 2008 e dezembro de 2012. Resultados: O presente estudo mostrou um perfil diferente de indivíduos HIV atualmente no Brasil: eles estão ficando mais velhos e os fatores de risco tradicionais para doenças cardiovasculares estão presentes nesta população, como tabagismo, dislipidemia e hipertensão arterial. Foi encontrada uma forte correlação entre a razão de proteinúria e creatininúria em amostra e proteinúria de 24 horas em pacientes com HIV. A prevalência de hipertensão arterial no presente estudo foi de 22,5%. Idade maior do que 40 anos e obesidade estiveram significativamente associados com a hipertensão arterial. A prevalência de proteinúria patológica no presente estudo de foi de 20%. Regimes de tratamento contendo Tenofovir e Linfócitos CD4 totais abaixo de 200 células/mm3 foram significativamente associados com proteinúria patológica. Finalmente a prevalência de HCV no presente estudo foi de 11,8%. Dislipidemia foi mais comum entre pacientes monoinfectados. Coinfectados mostraram-se mais velhos, com menores níveis de lipídios e maior prevalência de proteinúria patológica em comparação com pacientes monoinfectados. Conclusão: Os dados apresentados neste estudo mostraram que indivíduos vivendo HIV estão ficando mais velhos. Embora HAART melhore os resultados e sobrevida, as doenças cardiovasculares e renais são muito mais prevalentes do que no passado. Além disso, os clínicos devem reconhecer que os indivíduos coinfectados e monoinfectados são diferentes grupos e devem ser manejados e rastreados individualmente a fim de evitar complicações cardiovasculares e renais no futuro.
metadata.dc.description.abstract-en: Aim: The increase in the survival following the introduction of highly active antiretroviral therapy (HAART) has seen the emergence of Hepatitis C virus (HCV) infection, renal and cardiovascular diseases as important morbidity and mortality causes together with HIV. The present study aimed, in HIV individuals, to reveal their clinical and epidemiological profile nowadays, to determine the correlation between protein-to-creatinine ratio and 24-h urinary protein, prevalence and risk factors for hypertension and pathological proteinuria in this special population, and to investigate the differences between HIV/HCVcoinfected and HIV-monoinfected regarding demographic and clinical aspects. Individuals and Methods: Review of medical records of 1,030 HIV-infected individuals aged 18 years or more in an urban HIV/AIDS clinic based in Porto Alegre, southern Brazil. Clinical and demographical Data were collected from the records of the patients attended between March 2008 and December 2012. Results: The present study showed a different profile of HIV individuals nowadays in Brasil: they are getting older and traditional risk factors for cardiovascular disease are present in this population, as smoking, dyslipidemia and arterial hypertension. A strong correlation (r = 0.957) was found between protein-to-creatinine ratio and 24hUP excretion in HIV patients. The prevalence of hypertension in this study cohort was 22.5%. Only being aged 40 years or more and obesity were significantly associated with hypertension. The prevalence of pathological proteinuria in the present study cohort was 20% Tenofovir-containing regimens and CD4 lymphocyte count below 200 cells/mm3 were significantly associated with pathological proteinuria. Finally, the prevalence of HCV in the present study cohort was 11.8%. Dyslipidemia were more common among monoinfected patients. Coinfected were likely to be older, with lower lipid levels and higher prevalence of pathological proteinuria compared to HIV-monoinfected patients. Conclusion: Data presented in this study showed that HIV individuals are getting older. Although HAART improves outcomes and survival, cardiovascular and renal diseases are much more prevalent than in the past. Also, clinicians must recognize that coinfected and monoinfected individuals are different groups and should be managed and screened individually in order to prevent cardiovascular and renal complications.
Description: Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Medicina: Hepatologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-18
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGHEP - Teses



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License