Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/320
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Schultz, VanessaTexto integral697,37 kBAdobe PDFView/Open
Title: Hepatotoxicidade relacionada ao uso de tuberculostáticos em pacientes transplantados de órgãos sólidos
Authors: Schultz, Vanessa
metadata.dc.contributor.advisor: Pasqualotto, Alessandro Comarú
metadata.dc.contributor.advisor-co: Marroni, Cláudio Augusto
Issue Date: 2013
Keywords: Tuberculose
Antituberculosos
Hepatotoxicidade
Doença Hepática Induzida por Drogas
Transplante de Órgãos
[en] Tuberculosis
[en] Antitubercular Agents
[en] Chemical and Drug Induced Liver Injury
[en] Organ Transplantation
Abstract: Introdução: A Tuberculose (TB) tem alta morbi-mortalidade nos receptores de transplante de órgãos sólidos (TOS) e esses pacientes têm chance 20-74 vezes maior que a população geral de desenvolver tal doença. Além dos danos inerentes à doença, o risco de dano hepático causado pelos tuberculostáticos é de grande importância, pois implica em pior desfecho. A incidência da hepatotoxicidade nos receptores de TOS tratando TB varia de 2 a 50%. Sendo um tema escasso e de grande impacto nos transplantados, o objetivo deste estudo é avaliar a incidência de hepatotoxicidade aos tuberculostáticos e os fatores preditores nessa população. Pacientes e Métodos: Estudo retrospectivo, realizado em um hospital de referência para transplantes no Brasil. Incluíram-se receptores de TOS que realizaram tratamento para TB após o transplante, no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2012. Resultados: Foram incluídos 69 pacientes receptores de rins, fígado e pulmões. A incidência de TB nos receptores de TOS foi de 1,98% e a incidência de hepatotoxicidade aos tuberculostáticos foi de 33,3% (n=23). Os fatores risco independentes para hepatotoxicidade foram o uso de rifampicina em dose diária ≥ 600mg (p=0,016, RR 2,47; IC95% 1,18-5,15) e transplante pulmonar (p=0.017; RR 2.05; IC95% 1,14-3,70). O transplante de rim se apresentou como fator protetor para hepatotoxicidade (p=0,036 RR 0,50, IC95% 0,26-0,96). A mortalidade,foi maior nos pacientes com hepatotoxicidade (52,6% x 19,6%) (p=0,070). Conclusão: A dose de rifampicina igual ou maior a 600mg é um fator de risco para hepatotoxicidade, aumentando o risco em aproximadamente 3 vezes. Os transplantes pulmonar e renal devem ser mais bem estudados nos transplantados de órgãos sólidos com TB para avaliar sua real ação na toxicidade hepática quando esses pacientes estiverem em tratamento para TB.
metadata.dc.description.abstract-en: Background: Tuberculosis (TB) is associated with a high morbidity and mortality in recipients of solid organ transplants (SOT). Also, SOT have a 20- to 74-fold times higher chance of developing TB in comparison to the general population. In addition to the damage caused by the disease itself, the risk of hepatotoxicity by the anti-TB drugs is of great importance due to it may impact on patients’ outcome. Since limited data is available in the literature, the aim of this study was to evaluate the incidence of anti-TB drugs hepatotoxicity and the risk factors involved in this population. Patients and Methods: This was a retrospective cohort conducted in a reference hospital for SOT in Brazil. All SOT recipients who underwent TB treatment during the years 2000 – 2012 were considered for study. Results: A total of 69 patients were included. The incidence of TB was 1.98% and the incidence of liver toxicity was 33.3%. Independent risk factors to hepatotoxicity were rifampin at doses ≥ 600 mg daily (p=0.016, OR 2.47; IC95% 1.18-5.15) and lung transplantation (p=0.017; OR 2.05; IC95% 1.14-3.70). Kidney transplantation appeared as a protective factor (p=0.036 OR 0.500, IC95% 0.26-0.96). The mortality was higher in the patients with hepatotoxicity (p = 0.070). Conclusion: The use of rifampin at doses 600mg daily or more is a idependent risk factor to liver toxicity in SOT recipients. The importance of risk factors for liver toxicity such as lung transplantation and the protective of kidney transplantation should be better studied in SOT recipients on treatment for TB.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Medicina: Hepatologia, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-18
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGHEP - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License