Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/294
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Schommer, Vânia AmesTexto integral1,34 MBAdobe PDFView/Open
Title: Associação entre excesso de peso e proteína c reativa ultrassensível em pacientes hospitalizados por insuficiência cardíaca
Authors: Schommer, Vânia Ames
metadata.dc.contributor.advisor: Rosito, Guido Bernardo Aranha
metadata.dc.contributor.advisor-co: Stein, Airton Tetelbom
Issue Date: 2014
Keywords: Doenças Cardiovasculares
Insuficiência Cardíaca
Obesidade
Proteína C Reativa Ultrassensível
[en] Cardiovascular Diseases
[en] Heart Failure
[en] Obesity
[en] Protein C
Abstract: A insuficiência cardíaca (IC) é uma doença limitante, de alta complexidade caracterizada por alterações morfológicas e funcionais do coração e, é a via final de várias doenças cardíacas. Conhecida como a mais frequente causa de hospitalizações entre os idosos. No Brasil, estima-se que cerca de 6 milhões apresentem diagnóstico de IC. O excesso de peso e a obesidade são fatores de risco conhecidos e fortemente associados ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares e mortalidade da população em geral. No Brasil, a prevalência de obesidade chega a 15% dos adultos, e estima-se que metade da população maior de 20 anos apresente excesso de peso. Em indivíduos obesos, os níveis de proteínas de fase aguda e citocinas próinflamatórias apresentam-se mais elevados que em pacientes eutróficos. Um fator importante na inflamação, a proteína C reativa ultrassensível (PCR-us) pode ser utilizada como marcador associado ao prognóstico de pacientes com IC. No entanto, estudos sugerem que o sobrepeso e obesidade estão associados a maior sobrevida de pacientes com IC se comparados aos eutróficos ou com baixo peso. Com base no que foi exposto, este estudo se propõe a investigar a associação de medidas antropométricas com a PCR-us em pacientes hospitalizados por IC.
metadata.dc.description.abstract-en: Heart failure (HF) is a complex and restrictive disease characterized by cardiac morphologic and functional modifications that can lead to a final pathway to several circulatory diseases. It is known for being the leading case for hospitalization in old populations. In Brazil, it is estimated that 6 million people have the diagnosis of HF. Overweight and obesity are strong risk factors for general mortality and heart disease. In Brazil, obesity prevalence is around 15%. It is estimated that half of the population beyond 20 years old has overweight or obesity. In obese individuals, acute phase proteins and pro-inflammatory cytokines are higher than in people with normal weight. An important mediator in inflammation, high selective C Reactive Protein (hs-CRP) can be used as prognostic biomarker in HF patients. However, being overweight is associated with a longer life expectancy in HF when compared to eutrophic or skinny individuals. Based on those facts, the associations between hs-CRP and anthropometric variables were evaluated in patients hospitalized for HF.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-14
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License