Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/266
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Melo, Silvia Valim deTexto integral2,08 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da influência de polimorfismos nos genes dos receptores de sabor TAS1R2 e TAS1R3 na ingestão alimentar e parâmetros antropométricos de crianças
Authors: Melo, Silvia Valim de
metadata.dc.contributor.advisor: Almeida, Silvana de
Issue Date: 2013
Keywords: Doces
Obesidade
Percepção Gustatória
Polimorfismo Genético
Variação Genética
[en] Candy
[en] Obesity
[en] Taste Perception
[en] Polymorphism, Genetic
[en] Genetic Variation
Abstract: A prevalência mundial da obesidade infantil vem apresentando um rápido aumento nas últimas décadas, tendo dobrado de 1980 até os dias atuais, e sendo caracterizada como uma verdadeira epidemia mundial. O componente genético desempenha um papel importante na regulação do balanço energético e diferenças interindividuais do IMC podem ser explicadas por fatores genéticos. A percepção do sabor pode ser uma regra-chave na determinação da preferência por alimentos e hábitos alimentares e diferenças individuais na percepção dos sabores (doce, amargo, salgado, ácido e umami), interferindo no estado nutricional e no risco de doenças relacionadas a esse estado. Desta forma, a compreensão da heterogeneidade de fatores causais da obesidade pode auxiliar na escolha de tratamentos e medidas preventivas individualizadas. Considerando que os polimorfismos rs35874116 no gene TAS1R2, e rs35744813 no gene TAS1R3 podem determinar diferenças na transcrição e na expressão dos receptores de sabor é possível que eles determinem diferenças de sensibilidade aos sabores doce e umami. Dessa forma, este estudo se propôs investigar a associação desses polimorfismos nos genes TAS1R2 e TAS1R3 com padrão de ingestão alimentar e parâmetros de adiposidade em crianças em três fases do desenvolvimento, um ano, aos três a quatro anos (325) e aos sete a oitos anos de idade (353). Os polimorfismos foram analisados em equipamento de automação laboratorial pela metodologia de discriminação alélica Taq Man©. As variáveis foram comparadas entre os grupos por General Linear Model, por ANOVA, pelo teste U de Mann-Whitney ou por Kruskal-Wallis. As frequências genotípicas encontradas estão de acordo com estudos prévios e em equilíbrio de Hardy-Weinberg. Foi observada nas crianças de um ano de idade que a presença do alelo A no polimorfismo rs35744813 no gene TAS1R3 estava associado com a maior ingestão diária média de energia quando comparado com os homozigotos G/G (p=0.037). Observou-se aumento na ingestão de alimentos com alta densidade de açúcares em portadores do alelo T no polimorfismo rs37874116 no gene TAS1R2 quando comparado com homozigotos C/C (p=0,047). E em crianças de sete a oito anos de idade, o polimorfismo rs37874116 no gene TAS1R2 foi associado à variação no IMC entre um e sete a oito anos de idade, as crianças homozigotos C/C ganharam mais peso que as portadoras do alelo T(p=0.009). Em crianças de 3 a 4 anos não houve diferenças significativas nas variáveis antropométricas para ambos os polimorfismos em genes TAS1R3 e TAS1R2. As descobertas deste estudo são relevantes, principalmente por avaliarem o consumo alimentar e estado nutricional em diferentes fases da infância e a sua correlação com as variações genéticas em genes de receptores de sabor, isso pode abrir novas perspectivas para pesquisadores e colaborar com o estudo da obesidade infantil.
metadata.dc.description.abstract-en: The worldwide prevalence of childhood obesity has shown a rapid increase in recent decades, doubling from 1980 to the present day, and is characterized as a global epidemic. The genetic component performs an important role in the regulation of energy balance and interindividual differences in BMI can be explained by genetic factors. Taste perception plays a key role in determining individual food preferences, and dietary habits and individual differences in the perception of flavors (sweet, bitter, salty, sour and umami), interfering with the nutritional status and the risk of diseases related to status. Thus, understanding the heterogeneity of causal factors of obesity may help in choosing individualized treatments and preventive measures. Considering that rs35874116 TAS1R2 and, rs35744813 TAS1R3 polymorphisms gene may lead to differences in the transcription and expression of taste receptors is possible that they determine differences in sensitivity to sweet and umami flavors. Thus, this study aimed to investigate the association of these polymorphisms in genes TAS1R2 and TAS1R3 with standard food intake and parameters adiposity in children at three different development phases: one year to three-to-four years (325) and seven-to-eight years (353). The polymorphisms were analyzed in laboratory automation equipment for the methodology of Taq Man© allelic discrimination. Variables were compared between groups by General Linear Model, by ANOVA, the U Mann-Whitney or Kruskal-Wallis. The genotypic frequencies found are consistent with previous studies and in Hardy-Weinberg equilibrium. Was observed in children at one year old, the TAS1R3 rs35744813 *A allele presence were associated with higher average energy intake daily when compared to the homozygous G/G (p=0.037). We observed an increased intake of Sugar density foods in TAS1R2 rs37874116*T allele carriers when compared to C/C homozygotes (p=0.047). And in children at seven-to-eight years old, the TAS1R2 rs37874116 polymorphism was associated with one from seven-to-eight years BMI variation percentage, children C/C homozygotes gained more weight than the *T allele carriers (p=0.009). In children at 3 to 4 years old there were no significant differences in anthropometric variables for both the polymorphisms in TAS1R3 and TAS1R2 genes. The findings of this study are relevant, mainly that evaluable association food intake and nutritional status at different stages of childhood with of genetic variations in taste receptor genes, this may open new perspectives to researchers and collaborate with the study of childhood obesity.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-14
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License