Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/251
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Duarte, Ana Amélia MachadoTexto integral557,6 kBAdobe PDFView/Open
Title: Efeito agudo da ingestão de chocolate amargo na modulação do sistema nervoso simpático e parassimpático
Authors: Duarte, Ana Amélia Machado
metadata.dc.contributor.advisor: Rigatto, Katya Vianna
metadata.dc.contributor.advisor-co: Vogt, Erna
Issue Date: 2013
Keywords: Chocolate Amargo
Sistema Nervoso Autônomo
Frequência Cardíaca
Pressão Arterial
Flavonoides
[en] Autonomic Nervous System
[en] Heart Rate
[en] Arterial Pressure
[en] Flavonoids
Abstract: O cacau e o chocolate amargo têm demostrado efeitos cardioprotetores, como atividade antioxidante, antiinflamatória e vasodilatadora. As ações são atribuídas aos flavonóides, compostos bioativos, presentes no cacau e nos produtos derivados do cacau. Dessa forma, este estudo foi delineado para verificar o efeito agudo da ingestão de chocolate amargo, com 70% de cacau, sobre a pressão arterial (PA), a frequência cardíaca (FC) e sobre o balanço autonômico para o coração. Participaram do estudo 17 indivíduos saudáveis, com idades entre 18 e 25 anos de ambos os sexos. Após um período de 5 minutos de repouso, em ambiente calmo e silencioso, a PA (mmHg) e a FC (bpm) foram aferidas conforme as VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Logo após foi realizado um eletrocardiograma (ECG) por 10 minutos, para verificação do balanço simpatovagal pela análise espectral. Em seguida os participantes foram convidados a ingerir 10g de chocolate amargo (70% de cacau) e uma hora após a ingestão de chocolate, repetimos as medidas de PA, FC e o ECG com o objetivo de verificar os efeitos do chocolate amargo sobre os parâmetros hemodinâmicos e sobre a modulação autonômica para o coração, visando detectar diferenças entre o período Pré e Pós-ingestão. Na análise estatística o teste T de Student pareado foi utilizado para dados paramétricos e o teste de Wilcoxon para dados não paramétricos. Todas as análises foram realizadas utilizando o software SigmaPlot 12.0. Os dados são apresentados como média±desvio padrão e foram considerados estatisticamente significativo para valores de P≤0.05. A PA sistólica (pré 104±14XPAS e pós 98±13 P≤0.001), média (pré 83±9 e pós 78±6 P≤0.05) e a FC (pré 80±6 e pós 75±6 P≤0.00) foram significativamente menores após 1h da ingestão de chocolate amargo. No entanto, a PA diastólica (pré 69±6 e pós P≤0.14) não foi significativamente diferente. A variabilidade total da FC foi maior (pré 1991±895 pós 3622±2627 P≤0.02), após a ingestão de chocolate amargo, acompanhada de uma diminuição na modulação simpática representada pelo componente LF normalizado (%) (pré 44±14 e pós 39±16 P≤0.03) e aumento da modulação parassimpática (HFnu pré 55±14 x HFnu pós 60±16 P≤0.03). Houve uma melhora no balanço simpatovagal (LF/HF) após a ingestão de chocolate (pré 0.94±0.60 e pós 0.79±0.52 P≤0.05). Os resultados desse estudo sugerem que o consumo de 10g de chocolate amargo podem aumentar a participação do sistema nervoso parassimpático. Esse resultado indica que houve uma melhora no controle da PA, uma vez que melhorou o balanço autonômico. Dessa forma, mais estudos devem ser realizados para demonstrar este benefício.
metadata.dc.description.abstract-en: Cocoa and dark chocolate have demonstrated cardioprotective effects, such as antioxidant, anti-inflammatory and vasodilatory. The shares are attributed to flavonoids, bioactive compounds present in cocoa and cocoa products. Thus, this study was designed to investigate the effect of acute ingestion of dark chocolate with 70% cocoa on blood pressure (BP), heart rate (HR) and the autonomic balance to the heart. The study included 17 healthy subjects, aged 18 to 25 years for both sexes. After a period of rest, the BP (mmHg) and HR (bpm) were measured according to the VI Brazilian Guidelines on Hypertension. Similarly, we performed the electrocardiogram (EKG) to check sympathovagal balance for spectral analysis. Then participants were asked to eat 10g of dark chocolate (70% cocoa) and one hour after ingestion, measures of BP, HR and EKG were repeated. The statistical analysis performed was of the paired t test for parametric data and the Wilcoxon Signed Rank Test for nonparametric data. All analyses were conducted using SigmaPlot 12.0 software. Data are presented as the mean ± SD and the P<0.05 was considered statistically significant. The systolic BP (before 104±14 and after 98±13 P≤0.001), mean (before 83±9 X after 78±6 P≤0.05) and HR (before 80±6 X after 75±6 P≤0.00) were significantly lower after 1 hour of intake dark chocolate. However, diastolic BP (before 69±6 and after P≤0.14) were not significantly different. The total variability of HR was higher (before 1991±895 X after 3622±2627 P≤0.02), after eating dark chocolate, accompanied by a decrease in sympathetic modulation represented by normalized LF component (%) (before 44±14 X after 39±16 P≤0.03) and increased parasympathetic modulation (before HFnu 55±14 x after 60±16 HFnu P≤0.03). There was an improvement in sympathovagal balance (LF/HF) after ingestion chocolate (before 0.94±0.60 X after 0.79±0.52 P≤0.05). The results of this study suggest that consumption of 10g of dark chocolate may increase the involvement of the parasympathetic nervous system. This result indicates that there was an improvement in BP control, since improved autonomic balance. Thus, further studies should be conducted to demonstrate this benefit.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-10-13
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License