Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/170
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Haas, Sílvia AbduchTexto integral1,65 MBAdobe PDFView/Open
Title: Aspectos psicológicos de pacientes indicadas à cirurgia de exenteração pélvica
Authors: Haas, Sílvia Abduch
metadata.dc.contributor.advisor: Kalil, Antonio Nocchi
metadata.dc.contributor.advisor-co: Levandowski, Daniela Centenaro
Issue Date: 2015
Keywords: Exenteração Pélvica
Qualidade de Vida
Depressão
Ansiedade
[en] Pelvic Exenteration
[en] Quality of Life
[en] Depression
[en] Anxiety
Abstract: Esse estudo objetivou avaliar sinais de depressão (incluindo ideação suicida) e ansiedade em mulheres com câncer encaminhadas à cirurgia de Exenteração Pélvica (EP) e identificar as suas percepções e sentimentos frente à cirurgia. Para tal, foi realizada uma revisão sistemática da literatura com foco em estudos publicados entre 2003 e 2013 sobre as repercussões emocionais da EP. Utilizou-se os descritores exenteração pélvica, fatores emocionais, sexualidade, depressão e ansiedade, de forma combinada, para consultas às bases PsycINFO, PubMed, LILACS e SciELO. Foi encontrado um número pequeno de artigos publicados sobre o tema, sendo que apenas quatro artigos de língua inglesa foram analisados de acordo com seu tema, objetivos, metodologia e principais resultados e conclusões. Predominou o delineamento quantitativo, com o emprego de instrumentos estruturados. Quanto ao tema, destacou-se a qualidade de vida. Os principais achados e conclusões referem-se ao abalo emocional vivido por essas mulheres devido às alterações da imagem corporal após a cirurgia, principalmente pelo uso das ostomias. Para estudos futuros, destaca-se a importância da ampliação dos descritores e das bases consultadas. Posteriormente, foi realizada uma pesquisa de campo com seis mulheres (37 a 64 anos) que estavam em tratamento oncológico em um hospital de Porto Alegre/RS. Elas responderam a uma ficha de dados sociodemográficos, a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e uma entrevista semiestruturada, que foi analisada por meio de análise de conteúdo qualitativa. Verificou-se altos níveis de ansiedade e depressão entre as participantes (50% e 66,7%, respectivamente) no período pré-operatório. Esses achados foram corroborados pelas entrevistas, nas quais emergiram tanto dúvidas e medos quanto ao resultado cirúrgico, quanto expectativas de cura do câncer. Também medo, preocupação e ansiedade frente às ostomias foram identificados. Considera-se que a indicação da EP tem repercussões no âmbito psicológico, que se somam às vivências prévias de diagnóstico e tratamento do câncer. Estudos longitudinais poderão ampliar a compreensão do impacto dessa cirurgia, considerando também o período pós-operatório.
metadata.dc.description.abstract-en: The present study aimed to evaluate signs of depression (including suicidal ideation) and anxiety in women with cancer referred to Pelvic Exenteration (PE) and to identify their perceptions and feelings before undergoing this surgery. This study was based on a systematic review of the literature, which included studies focusing on the emotional repercussions of PE published between 2003 and 2013. The descriptors used to search on the PubMed, LILACS, SciELO and PsycInfo databases, in a combined manner, were: pelvic exenteration, emotional factors, sexuality, depression and anxiety. A few articles on the topic were found and only four English language articles were analyzed according to their topic, objectives, methods, main results and conclusions. There was a predominance of quantitative design, by using structured instruments. Quality of life was highlighted as the main topic and the main findings and conclusions referred to the emotional turmoil experienced by these women because of changes in body image following surgery, which includes the use of a collecting waste bag. Future research should enlarge the descriptors employed and the databases. After this, a field research was conducted with six women (aged between 37 and 65 years) undergoing cancer treatment at a hospital in the city of Porto Alegre-RS. Sociodemographic data were collected and all participants were evaluated by the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) and answered a semi-structured interview, which was analyzed qualitatively, by qualitative content analysis. It was observed that preoperative anxiety and depression were experienced by the participants (50% and 66.7%, respectively). These findings corroborated those obtained from the interviews, which showed participants’ doubts and fears regarding the surgical outcomes, as well as expectations for cancer cure. Anxiety, fear and worries about the ostomies also emerged. The referral to PE seems to present psychological consequences, which are added to previous diagnostic and cancer treatment experiences. Longitudinal studies may contribute to a broader understanding of the impact of this surgery, considering the postoperative period too. Key words: pelvic exenteration; woman; cancer; depression; anxiety; feelings.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-07-07
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License