Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufcspa.edu.br/jspui/handle/123456789/169
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[DISSERTAÇÃO] Sartori, Sandra do AmaralTexto integral2,84 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos da estimulação elétrica nervosa transcutânea no sistema simpático e parassimpático em pacientes com hipertensão arterial sistêmica: ensaio clínico randomizado
Authors: Sartori, Sandra do Amaral
metadata.dc.contributor.advisor: Plentz, Rodrigo Della Méa
Issue Date: 2015
Keywords: Hipertensão
Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea
Sistema Nervoso Autônomo
Sistema Nervoso Simpático
Sistema Nervoso Parassimpático
[en] Hypertension
[en] Transcutaneous Electric Nerve Stimulation
[en] Autonomic Nervous System
[en] Sympathetic Nervous System
[en] Parasympathetic Nervous System
Abstract: Este trabalho testa a hipótese de que a estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) pode influenciar o sistema nervoso simpático e parassimpático de indivíduos hipertensos. O estudo teve como objetivo avaliar os efeitos agudos da TENS, quando aplicada em alta frequencia, baixa frequencia e placebo, na região ganglionar paravertebral, na ativação do sistema nervoso simpático e parassimpático em pacientes hipertensos. Vinte e oito pacientes com hipertensão foram divididos aleatoriamente em grupo de TENS de alta freqüência (100 Hz / 200μs; n=8), baixa freqüência (4 Hz / 200μs; n=10) ou placebo(n=10) durante 30 minutos sobre a região ganglionar paravertebral. O intervalo RR foi gravado 10 minutos anteriores ao uso da TENS e 10 minutos após o uso da TENS, para posterior análise da variabilidade da freqüência cardíaca e a pressão arterial foi avaliada antes e após a intervenção. Houve uma diminuição significativa do componente de baixa freqüência (LF) da VFC (%) após a TENS de baixa freqüência (LF: 57,71 ± 9,46 vs 45,58 ± 13,51, p <0,026), mas não no TENS de alta freqüência (100 Hz) (LF: 50,57 ± 9,46 vs 49,98 ± 13,54, p <0,887) ou placebo (LF: 45,22 ± 10,82 vs 42,10 ± 14,52, p <0,485). Houve um aumento do componente da alta freqüência (HF nu) da VFC em baixa grupo TENS freqüência (HF:33,03 ± 13,83 vs 45,83 ± 20,19, p <0,05), mas não no grupo de alta frequência (HF:39,60 ± 13,30 vs 43,11 ± 15,88, p < 0,556) ou placebo (HF:48,18 ± 12,15 vs 52,23 ± 17,42, p <0,465). O componente de LF / HF foi menor após a TENS de baixa freqüência (LF/HF:2,52 ± 1,37 vs 1,76 ± 1,65, p <0,05), enquanto não alterou no TENS de alta freqüência (LF/HF: 1,77 ± 0,83 vs 1,79 ± 1,61, p <0,623) ou placebo (LF/HF:1,21 ± 0,60 vs 1,08 ± 0,59, p <0,391). Há uma redução, mas não significativa da pressão arterial sistólica no grupo de baixa freqüência (PAS:129,37 ± 15,48 vs 126,69 ± 15,21, p <0,490). Há um aumento, mas não significativo na alta freqüência (PAS:131,00 ± 15,97 vs 138,75 ± 25,79, p <0,121) e placebo (PAS:133,80 ± 29,85 vs 134,80 ± 29,72, p <0,800). Não foram encontradas diferenças na pressão arterial diastólica no grupo de baixa freqüência (PAD:84,69 ± 12,03 vs 84,31 ± 10,51, p <0,824) e placebo (PAD:80,35 ± 19,56 vs 81,00 ± 17,07, p <0,715), mas houve um aumento significativo no grupo de alta frequência (PAD:81,00 ± 11,78 vs 85,65 ± 13,68, p <0,018). Em conclusão, a TENS de baixa frequência demonstra reduzir a ação do sistema simpático e aumento da ação do parassimpático, melhorando o balanço autonômico de pacientes hipertensos.
metadata.dc.description.abstract-en: This work presents tests the hypothesis that transcutaneous nerve electrical stimulation (TENS) influences the modulation of sympathetic and parasympathetic nervous system in patients with hypertension. The study aimed to assess the acute effects, when applied at high frequency, low frequency or placebo, in the paravertebral ganglionar region, on cardiovascular sympathetic and parasympathetic nervous system activity in patients with essential hypertension.. Twenty-eight patients with hypertension were randomly divided into high-frequency TENS group (100Hz / 200μs; n = 8), low frequency (4 Hz / 200μs; n = 10) or placebo (n = 10) for 30 minutes on the paravertebral ganglionar region. The RR interval was recorded 10 minutes prior to the use of TENS and 10 minutes after the use of TENS for further analysis of heart rate variability and blood pressure was assessed before and after the intervention. There was a significant decrease in the low frequency component (LF) HRV (%) after the low-frequency TENS (LF: 57.71 ± 9.46 vs 45.58 ± 13.51, p <0.026) but not in TENS high frequency (100 Hz) (LF: 9.46 ± 50.57 vs. 49.98 ± 13.54, p <0.887) or placebo (LF: 45.22 ± 10.82 vs 42.10 ± 14 52, p <0.485). There was an increase in high-frequency component (nu HF) of HRV at low frequency TENS group (HF: 33.03 ± 13.83 vs 45.83 ± 20.19, p <0.05) but not in group High frequency (HF: 39.60 ± 13.30 vs. 43.11 ± 15.88, p <0.556) or placebo (HF: 48.18 ± 12.15 vs. 52.23 ± 17.42, p <0.465) . The LF component / HF was lower after the lowfrequency TENS (LF / HF: 2.52 ± 1.37 vs 1.76 ± 1.65, p <0.05), whereas no change in the high-frequency TENS (LF / HF: 1.77 ± 0.83 vs 1.79 ± 1.61, p <0.623) or placebo (LF / HF: 1.21 ± 0.60 vs 1.08 ± 0.59, p < 0.391). There is a reduction, but no significant systolic blood pressure in the low-frequency group (PAS: 129.37 ± 15.48 vs 126.69 ± 15.21, p <0.490). There is an increase, but not significant in the high frequency (PAS: 131.00 ± 15.97 vs 138.75 ± 25.79, p <0.121) and placebo (SBP: 133.80 ± 29.85 vs 134.80 ± 29.72, p <0.800). There were no differences in diastolic blood pressure in the low-frequency group (PAD: 84.69 ± 12.03 vs 84.31 ± 10.51, p <0.824) and placebo (PAD: 80.35 ± 19.56 vs 81 00 ± 17.07, p <0.715), but there was a significant increase in the high frequency group (DBP: 81.00 ± 11.78 vs. 85.65 ± 13.68, p <0.018). In conclusion, the low-frequency TENS reduces the action of the sympathetic nervous system and increased parasympathetic nervous system, improving autonomic balance of hypertensive patients.
Description: Dissertação (Mestrado)-Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
metadata.dc.rights: Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
metadata.dc.relation.requires: Adobe Reader
metadata.dc.date.date-insert: 2016-07-07
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações



Creative Commons
This item is licensed under a Creative Commons License